Inquéritos sobre envolvimento de Perillo e Agnelo com Cachoeira terão novo relator no STJ

Fonte Agência Brasil 14/06/2012 às 16h

Brasília – Os inquéritos abertos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para apurar denúncias de envolvimento dos governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), com o empresário goiano Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, terão novo relator. A ministra Laurita Vaz, sorteada para analisar os dois processos, se declarou impedida.

Os inquéritos foram encaminhados ontem (13) pela Procuradoria-Geral da República para investigar se os governadores têm ligação com um suposto esquema criminoso de exploração de jogos ilegais e tráfico de influência chefiado por Cachoeira. Os inquéritos são desdobramentos da Operação Monte Carlo, deflagrada em fevereiro, pela Polícia Federal, que investigou a atuação do grupo de Cachoeira na Região Centro-Oeste.

A ministra Laurita Vaz se declarou impedida de relatar as investigações porque mantém relacionamento social com pessoas ligadas ao empresário goiano, que está preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília. Ela já havia adotado a mesma postura quando ficou responsável por um pedido de liberdade para Cachoeira, que foi redistribuído para o ministro Gilson Dipp.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 14/06/2012 ás 16h

Compartilhe

Inquéritos sobre envolvimento de Perillo e Agnelo com Cachoeira terão novo relator no STJ