ICMBio ajuda a desencalhar baleias franca em SC

Fonte Instituto Chico Mendes / Projeto Baleia Franca 11/08/2014 às 20h
Servidores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) ajudaram a desencalhar duas baleias franca no litoral de Santa Catarina. Mãe e filhote encalharam na lagoa de Santo Antônio, em Laguna (SC), na tarde da última sexta-feira (9). Os esforços para devolver os animais ao oceano levaram quase 28 horas.

Embarcações da Delegacia da Capitania dos Portos da Marinha do Brasil e da Polícia Militar Ambiental de Laguna fizeram monitoramento na região enquanto veterinários e biólogos cuidavam dos animais. O filhote, por ser menor, conseguiu desencalhar sozinho após algumas horas, mas a mãe só encontrou o caminho de volta ao mar após as 19h45 de sábado (10). Nenhuma das duas baleias foi avistada depois que a fêmea saiu da lagoa.

"Os animais estavam estáveis. O filhote saiu praticamente ileso. A mãe, por outro lado, estava cansada, com descamação na pele, que se regenera com o tempo, e alguns cortes superficiais, mas fora de perigo", avaliou a chefe substituta da APA da Baleia Franca, Luciana Moreira.

Agora, a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca procura os animais juntos no oceano, pois ainda existe o risco de os dois não se encontrarem mais, já que o filhote desencalhou antes da mãe.

A Unidade de Conservação (UC) está em contato com a sociedade e instituições parceiras para descobrir a atual localização das baleias franca. "Esse seria o melhor dos desfechos possíveis para essa situação de encalhe", finalizou Luciana Moreira.

Em caso de avistamento das baleias, o comunicado pode ser feito pelo telefone (48) 3255 6710 ou pelo e-mail [email protected]

Protocolo de Encalhes

O sucesso do resgate só foi possível devido ao Protocolo de Encalhes, projeto coordenado pela APA da Baleia Franca/ICMBio, que prevê uma série de ações para situações de encalhes de mamíferos marinhos. "Temos sempre um planejamento prévio e nossas equipes foram bem ágeis", afirmou Moreira.

O Protocolo de Encalhes também conta com instituições parceiras, como Udesc, Associação R3 Animal, Polícia Militar Ambiental, Corpo de Bombeiros de Laguna e Marinha do Brasil.

Projeto Baleia Franca

Sediado no Centro Nacional de Conservação da Baleia Franca, na Praia de Itapirubá, Imbituba (SC), o Projeto Baleia Franca desenvolve uma gama de atividades voltadas para a pesquisa e a conservação da espécie.

Através do uso da foto-identificação individual aérea das baleias, usando as verrugas existentes na cabeça dos animais como se fossem impressões digitais, a iniciativa, em colaboração com outros pesquisadores no Atlântico Sul, conseguiu pela primeira vez pistas claras sobre a migração reprodutiva da espécie no Atlântico Sul e a relação entre as populações brasileira e Argentina de baleias francas.

Instituto Chico Mendes / Projeto Baleia Franca
Fonte Instituto Chico Mendes / Projeto Baleia Franca 11/08/2014 ás 20h

Compartilhe

ICMBio ajuda a desencalhar baleias franca em SC