Gymnasiade têm jovens promessas e medalhistas olímpicos

Fonte Ministério do Esporte 29/11/2013 às 20h

 

São mais de 1,7 mil atletas competindo no megaevento. Só na delegação brasileira serão cerca de 160 atletas buscando por medalhas.

As delegações que disputarão a Gymnasiade 2013 – os Jogos Mundiais Escolares – se apresentaram nesta quinta-feira (28), na cerimônia de abertura da competição, realizada no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. Cerca de 1,7 mil atletas de 14 a 17 anos de 35 países que irão disputar medalhas em oito modalidades assistiram a apresentações de capoeira, quadrilha e ginástica acrobática, e puderam sentir o clima da competição, que segue até o dia 3 de dezembro.

A delegação brasileira, a maior da competição, contará com cerca de 160 atletas. O atletismo é a modalidade que terá o maior número de representantes verde e amarelos, com mais de 60. Os jovens Bruno Spinelli, do salto com vara, e Kelves dos Santos, do salto em distância, integram a equipe brasileira na modalidade e pretendem aumentar a lista dos títulos conquistados neste ano.

Em setembro, os dois atletas subiram ao pódio nos Jogos Sul-Americanos da Juventude, disputados em Lima: Kelves ficou com o ouro em sua prova e Bruno, com a prata. “Participar de uma competição internacional em Brasília é muito bom. Com certeza, vim para buscar a medalha!”, afirmou Kelves.

O país-irmão Portugal também terá no atletismo uma das principais provas. O atleta Marcos Gabriel da Silva, que disputará o salto em altura pelo país, destaca que, além de buscar a medalha, aproveitará a competição para conhecer outras culturas. “Vim para dar o meu máximo e ganhar. Mas essa competição, que reúne atletas de vários países, é também uma boa oportunidade para conhecer outras culturas”, disse.

Na natação, um dos destaques será Ruta Meilutyte, que representará a delegação da Inglaterra. Apesar da pouca idade, a atleta de 16 anos já tem um pódio olímpico em sua carreira. Ela conquistou a medalha de ouro pela Lituânia – seu país de origem – nos Jogos Olímpicos de Londres, na prova dos 100m peito, com o tempo de 1min05s47, e se tornou a mais jovem nadadora a conquistar uma medalha olímpica na especialidade. Segundo Ruta, a experiência olímpica será uma vantagem, mas o nível dos atletas na Gymnasiade também será bastante alto.

“Nunca participei de uma competição escolar, mas acredito que será uma boa disputa. Vou esperar o dia da prova para ver! Já estive em muitas competições que me deram mais experiências, então acredito que isso será uma vantagem”, explicou a nadadora. “Como atleta olímpica, acho importante participar de competições escolares porque posso inspirar outros jovens e crianças a participarem mais nos esportes”, completou Ruta.

As provas da Gymnasíade começaram na manhã desta sexta-feira (29), com a qualificação do lançamento de martelo, no Centro de Formação de Bombeiros Militares, assim como as disputas das modalidades de ginástica, caratê, natação e xadrez.

Ministério do Esporte
Fonte Ministério do Esporte 29/11/2013 ás 20h

Compartilhe

Gymnasiade têm jovens promessas e medalhistas olímpicos