Grupo leva computadores e documentos de Central Sindical do Chile

Fonte Ansa flash 08/06/2012 às 23h
SANTIAGO DO CHILE, - Um grupo ainda não identificado assaltou na madrugada de hoje a sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Chile, localizada em frente ao Palácio de la Moneda, sede da Presidência.

Os assaltantes romperam os cadeados da entrada, forçaram as portas das salas e dos escritórios e roubaram computadores, discos rígidos e documentos da vice-presidência, da tesouraria e de outros departamentos.

O roubo só foi descoberto quando os primeiros funcionários chegaram na manhã de hoje e a polícia foi avisada imediatamente.

O subsecretário geral da organização sindical, Guillermo Salinas, afirmou que este é o segundo roubo que sofrem em menos de um ano, "o que nos chama profundamente a atenção, já que entraram pela porta principal, em um setor cujo perímetro deveria ser de alta segurança e controle porque estamos quase em frente ao Palácio de la Moneda".

Para os dirigentes da CUT, o mais estranho é o fato de não ter sido levado dinheiro em espécie. "Os criminosos somente se dedicaram a roubar os discos rígidos dos computadores, violando as gavetas onde há arquivos de informação interna da Central".

A central sindical negocia neste momento o aumento do salário mínimo, que deve ser promulgado até o mês que vem. Os dirigentes exigem 500 dólares (cerca de R$ 1.012), mas o governo, que ainda não estipulou uma cifra, já expressou que este aumento de quase 40% afetaria o emprego.
Ansa flash
Fonte Ansa flash 08/06/2012 ás 23h

Compartilhe

Grupo leva computadores e documentos de Central Sindical do Chile