Ginástica artística do Brasil conquista medalhas no Pan-Americano

Fonte Brasil 2016 02/09/2014 às 10h
Neste domingo (31), o Brasil voltou a subir ao pódio do Campeonato Pan-Americano de Ginástica Artística, disputado em Mississauga, no Canadá, desta vez nas competições individuais.

A Seleção Brasileira masculina já havia conquistado o bronze por equipes e a feminina a prata, o que classificou o País para os Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015.

Com Diego Hypolito e Arthur Zanetti, a Seleção conquistou três medalhas, uma de ouro, uma de prata e uma de bronze no primeiro dia de finais por aparelhos. Nesta segunda-feira (1º), a partir das 15h30 (horário de Brasília), acontece o último dia de decisões, com brasileiros em todas as provas.

A primeira final do domingo foi a do solo masculino, que teve dobradinha brasileira no pódio. Diego Hypolito somou 15,625 pontos e ficou com a prata. Arthur Zanetti, com 15,075, levou o bronze. O primeiro lugar foi para o chileno Tomas Gonzalez, com 15,700.

Diego foi o primeiro a se apresentar no aparelho e contou ter ficado satisfeito com o desempenho. “Infelizmente, fui o primeiro a competir, mas gostei muito da minha série. Achei uma nota boa, mas merecia mais. O importante é que já é uma nota de final de Mundial. Estou feliz. Foi a melhor série que fiz neste ano”, comemorou o experiente e talentoso ginasta, de 28 anos.

Na sequência, veio o salto. Isabelle Cruz fez 13,887 e ficou com o quinto lugar. A primeira colocada foi a norte-americana Mykayla Skinner, com 15,037, seguida pelas cubanas Yesenia Sasquia Ferrera Nuñez, com 14,400, e Dovelis Elena Torres Herrero, com 14,112.

No cavalo com alças, Francisco Barretto Júnior conquistou 14,300, o que o deixou na sexta colocação, empatado com o colombiano Jossimar Calvo. A medalha dourada foi para o mexicano Daniel Corral Barron, com 15,250. A prata foi para o norte-americano Marvin Kimble, com 14,775, e o bronze para o porto-riquenho Alexander Rodriguez, com 14,725.

Já nas barras assimétricas, Letícia Costa ficou em quarto lugar, com 13,075. O pódio foi formado pelas norte-americanas Ashton Locklear, em primeiro, com 14,975, e por Madison Kocian, em segundo, com 14,825. Em terceiro ficou a mexicana Ahtziri Sandoval Perez, com 13,100. Maria Cecília Cruz foi a oitava, com 11,075.

Nas argolas, mais uma medalha. Atual campeão olímpico e mundial no aparelho, Arthur mais uma vez subiu ao lugar mais alto do pódio, com 15,800. A prata ficou com Brandon Wynn, dos Estados Unidos, com 15,450, e o bronze com Juan Raffo, do Chile, com 15,200. Sérgio Sasaki foi o quinto, com 14,900.

O atual número 1 das argolas estreou na competição a série nova no solo e já conquistou uma medalha. Para ele, ganhar o bronze foi muito importante. “Eu gostei muito do solo, acho até que fiquei mais feliz do que nas argolas, porque foi inesperado. Nas argolas eu estava um pouco mais cansado do que no primeiro dia, então a série não foi tão boa. Mas consegui ganhar o ouro. Gostei da competição em geral”, avaliou Zanetti.

Nesta segunda-feira, a partir das 15h30 (horário de Brasília), os brasileiros vão em busca de mais medalhas. No salto e nas barras paralelas, os finalistas são Caio Souza e Sérgio Sasaki. Daniele Hypolito e Julie Kim Sinmon fazem a final da trave. No solo, será a vez de Daniele e Isabelle Cruz. Sasaki estará ainda na decisão da barra fixa, ao lado de Lucas Bitencourt.

As medalhas do Brasil no Campeonato Pan-Americano de Ginástica Artística

Disputa por equipes
>> prata para a equipe feminina
>> bronze para a equipe masculina

Disputa por aparelhos
>> ouro para Arthur Zanetti nas argolas
>> prata para Diego Hypolito no solo
>> bronze para Arthur Zanetti no solo

Programação
(Horário de Brasília)

Segunda-feira (01.09)

15h30 - Final salto GAM (Caio e Sasaki)
16h - Final trave GAF (Daniele e Julie)
16h30 - Premiação
16h50 - Final barras paralelas GAM (Caio e Sasaki)
17h20 - Final solo GAF (Daniele e Isabelle)
17h50 - Final barra fixa GAM (Lucas e Sasaki)
18h20 - Premiação

Seleção Brasileira Masculina de Ginástica Artística

Ginastas: Arthur Zanetti, Caio Souza, Diego Hypolito, Francisco Barretto Júnior, Lucas Bitencourt e Sérgio Sasaki. Pétrix Barbosa está como reserva
Técnicos: Cristiano Albino, Fernando Lopes, Marcos Goto e Renato Araújo
Chefe de equipe: Vladimir Vatkin
Árbitros: Ricardo Yokoyama e Rodrigo Caron

Seleção Brasileira Feminina de Ginástica Artística

Ginastas: Daniele Hypolito, Isabelle Cruz, Julie Kim Sinmon, Letícia Costa, Maria Cecília Cruz, Mariana Oliveira e Mariana Valentim
Técnicos: Iryna Ilyasenko, Oleg Ostapenko e Ricardo Pereira
Chefe de delegação: Alexander Alexandrov
Árbitras: Catarina dos Santos e Valéria Lakerbai

Fisioterapeutas: Júlio César Mattos, Maria Eugênia Ortiz e Raphael Silva
Médica: Ana Carolina Corte


Brasil 2016
Fonte Brasil 2016 02/09/2014 ás 10h

Compartilhe

Ginástica artística do Brasil conquista medalhas no Pan-Americano