Fundo da Marinha Mercante aprova financiamento de R$ 3 bilhões para a construção de dez navios

Fonte Agência Brasil. 18/12/2009 às 16h



 O Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante aprovou financiamento de R$ 3,02 bilhões para a construção dos primeiros dez navios que integram a segunda fase do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef) da Petrobras Transporte (Transpetro), subsidiária da Petrobras. A decisão foi tomada pelo conselho durante a primeira e última reunião deste ano, encerrada hoje (18), no Rio. No total, foram aprovados 161 projetos que receberão financiamento do Fundo de R$ 14,241 bilhões.

O presidente da Transpetro, Sergio Machado, informou que dos dez navios aprovados, sete são petroleiros com capacidade para manter suas posições nas condições de mar e de vento previstas para as operações. “É mais um avanço. São navios adaptados à nova realidade do pré-sal”, afirmou. Os três restantes são embarcações para transporte de combustível marítimo (bunker).

Na fase de construção dos navios, 82% do investimento serão cobertos pelo Fundo da Marinha Mercante. Os recursos restantes serão desembolsados pelo estaleiro (8%) e pela Transpetro (10%).

Machado informou que do total de 49 navios que integram o Promef, 33 já foram contratados, representando investimentos de U$ 3,9 bilhões. Faltam 16 embarcações, cujo processo deverá estar concluído até janeiro próximo, estimou. Todos os 49 navios do Promef  deverão ser concluídos até o final de 2013 ou início de 2014, afirmou o presidente da Transpetro. Durante o ano de 2010, ele espera colocar no mar seis navios. 

O presidente disse que a Transpetro já está trabalhando na terceira fase do Promef, para lançamento ainda em 2010. ”O cronograma está rigorosamente em dia. E hoje tem 15 mil pessoas trabalhando no Promef, nos estaleiros, muitas no seu primeiro emprego”, salientou. O número de empregados nos estaleiros deverá chegar a 40 mil, prevê Machado.

O secretário executivo do Ministério dos Transportes, Paulo Sergio Passos, presidente do Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante, destacou a importância dos estaleiros na formação de mão de obra. “O indivíduo que vivia abaixo da linha da pobreza, sem expectativa, a partir da instalação de um estaleiro com essa característica, tem a oportunidade de ser formado, de adquirir uma profissão, de ter renda, melhorar sua qualidade de vida”.

O presidente da Transpetro enfatizou que o Brasil tem a quinta carteira de petroleiros do mundo, totalizando 70 navios. E afirmou que a demanda deverá se elevar com a exploração de petróleo na camada pré-sal.

O Promef é considerado um programa revitalizador da indústria naval brasileira. Ele foi lançado em 2004 e prevê a construção de 49 navios, sendo 26 na primeira fase e 23 na segunda. Eles agregarão quatro milhões de toneladas de porte bruto em transporte marítimo ao país.

 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 18/12/2009 ás 16h

Compartilhe

Fundo da Marinha Mercante aprova financiamento de R$ 3 bilhões para a construção de dez navios