Fukushima: municípios aceitam construção de depósitos temporários

Fonte Agência Lusa 01/09/2014 às 10h
Os municípios japoneses de Fukushima, Futaba e Okuma comunicaram ao governo que aceitam a construção de depósitos temporários para armazenagem dos detritos provenientes da descontaminação da central nuclear da região, atingida por um terremoto, seguido de tsunami, em março de 2011.

"É um fardo pesado para a região, mas tomamos a decisão dolorosa de aceitar a construção desses locais de armazenamento", disse o governador de Fukushima, Yuhei Sato, aos ministros japoneses do Ambiente e da Reconstrução, em reunião hoje (1º).


O Estado nipónico procurava, há dois meses, convencer os líderes locais e as populações da necessidade absoluta de construir esses locais de depósito nas localidades contaminadas, perto da central nuclear, com a máxima urgência.

No entanto, o processo tem enfrentado obstáculos, diante do receio de que o temporário se torne permanente e que essas localidades se tornem definitivamente inabitáveis.

Os municípios de Futaba e Okuma também informaram que estão prontos a aceitar as condições.

O governo prevê comprar os terrenos requisitados, por meio da negociação com cerca de 2 mil proprietários, segundo estimativa da imprensa local.
Agência Lusa
Fonte Agência Lusa 01/09/2014 ás 10h

Compartilhe

Fukushima: municípios aceitam construção de depósitos temporários