Finep assina acordo com Instituto de Estudos Brasil-China

Fonte Finep / MCTI 30/08/2014 às 11h
Estabelecer parceria para a promoção e o desenvolvimento de atividades e projetos voltados às estratégias em ciência, tecnologia e inovação no Brasil e na China, e facilitar a troca sobre o conhecimento entre os dois países. Esses são os objetivos principais do acordo de cooperação técnica assinado pela Finep e pelo Instituto de Estudos Brasil-China (Ibrach).

O diretor de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Finep, Rodrigo Fonseca, representou o presidente da financiadora, Glauco Arbix, na cerimônia de assinatura, nesta quinta-feira (28). A solenidade no Palácio Itamaraty, no Rio de Janeiro, ocorreu no último dia do seminário Diálogos de Inovação Brasil-China.

"A importância deste acordo é colocar a Finep no centro do debate sobre o futuro do mundo, já que a China é o principal parceiro comercial do Brasil, além de ser o país que ganha mais relevância internacional na atualidade. É de crescente interesse entender e se entender com a China, e estabelecer pontes de relacionamento e de compressão mútua", afirmou Fonseca.

Segundo o presidente do Ibrach, o embaixador Affonso Ouro Preto, "a cooperação com a Finep é essencial, pois constitui um instrumento que nos permitirá fortalecer nossas atividades, e creio que se traduz em uma iniciativa que também mostrará, ainda mais, a força e o prestigio da Finep na sociedade brasileira".

Sobre a Finep

A Financiadora de Estudos e Projetos é uma empresa pública, sem fins lucrativos, vinculada ao MCTI. Foi criada em 24 de julho de 1967 para institucionalizar o Fundo de Financiamento de Estudos de Projetos e Programas, criado em 1965.

O instituto é dedicado à formação, pesquisa e debate sobre as estratégias de desenvolvimento da China contemporânea, o papel do papel asiático nas relações e na governança internacionais e, em particular, suas relações políticas e econômicas com o Brasil e a América Latina.
Finep / MCTI
Fonte Finep / MCTI 30/08/2014 ás 11h

Compartilhe

Finep assina acordo com Instituto de Estudos Brasil-China