EUA concordam que europeus forneçam armas a rebeldes sírios

Fonte Agência Lusa 18/03/2013 às 20h

 

Brasília - Os Estados Unidos concordam que países europeus forneçam armas aos rebeldes sírios que lutam para derrubar o regime do presidente Bashar Al Assad, disse hoje (18) o chefe da diplomacia norte-americana, John Kerry.

"O presidente Obama deixou claro que os Estados Unidos não vão impedir países que decidam fornecer armas, seja a França, o Reino Unido ou outros", disse Kerry aos jornalistas. Os líderes europeus vão se reunir esta semana para discutir o levantamento de um embargo de armas europeu à Síria, uma iniciativa que surge na sequência de declarações de Paris e Londres no sentido de fornecer armas aos rebeldes.

Os Estados Unidos têm enviado ajuda humanitária e meios não letais à oposição síria, mas recusaram mandar armas, receando as consequências de haver mais armamento em um conflito que entrou no seu terceiro ano e que, segundo as Nações Unidas, fez mais de 70 mil mortos.

Kerry admitiu que o presidente Assad "está recebendo ajuda dos iranianos, de alguns elementos ligados à [rede terrorista] Al Qaeda, do [movimento xiita libanês] Hezbolla e, obviamente, alguma ajuda que lhe chega por meio dos russos. Se [Assad] pensar que tem armas suficientes para ganhar a guerra, os sírios e a região têm um problema e o mundo também", disse Kerry.

Agência Lusa
Fonte Agência Lusa 18/03/2013 ás 20h

Compartilhe

EUA concordam que europeus forneçam armas a rebeldes sírios