Escócia regenera 1º órgão com células reprogramadas

Fonte ANSA 26/08/2014 às 20h
Pesquisa abre perspectivas para estudos do sistema imunológico.

26 Agosto, 20:24•ROMA•ZAR

(ANSA) - Pesquisadores do Centro de Medicina Regenerativa da Universidade de Edimburgo, na Escócia, realizaram feito inédito. Em pesquisa publicada na revistas Natura Cell Biology, os cientistas regeneraram um timo, órgão linfático localizado entre os pulmões, de um rato, graças ao transplante de células embrionárias reprogramadas. O estudo abre novas perspectivas para o tratamento de doenças que ataquem o timo, comprometendo o desenvolvimento e o funcionamento desta glândula do sistema imunológico. Além de pacientes que ainda se recuperam de cirurgias e, portanto, possuem o sistema imunológico fraco.

Os pesquisadores britânicos extraíram dos embriões de ratos, células chamadas "fibroblasti". Agindo sobre apenas um interruptor genético (gene Fox-n1), as células foram capazes de se reprogramar, transformando-se em células de timo, capazes de suportar diferenciações dos linfócitos, glóbulo branco responsável pelo sistema imunológico.

"A nossa pesquisa representa um importante passo para a criação de um laboratório de timo artificial e útil em âmbito clínico", disse a coordenadora do estudo, Clare Blackburn. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 26/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Escócia regenera 1º órgão com células reprogramadas