Equador quer que a Unasul se pronuncie sobre fechamento de empresa

Fonte ANSA. 06/01/2010 às 18h

A diplomacia do país, que exerce a presidência rotativa do bloco, trabalhará em uma declaração oficial sobre o fim das atividades da companhia aérea espanhola Air Comet

QUITO, 6 JAN (ANSA) - A Secretaria Nacional do Migrante do Equador divulgou hoje um comunicado no qual garantiu que a chancelaria do país pedirá à União das Nações Sul-Americanas (Unasul) que se pronuncie oficialmente sobre o fechamento da companhia aérea espanhola Air Comet.

"[A Chancelaria equatoriana] estabelecerá ações para que, no âmbito da Unasul, seja emitido um pronunciamento oficial, já que milhares de latino-americanos são afetados", informou a entidade.

De acordo com a secretaria, o Conselho Nacional de Aviação Civil do Equador advertiu o Ministério do Fomento espanhol sobre a situação da Air Comet, mas nenhuma providência foi tomada.

Autoridades do Equador, país que exerce a presidência rotativa da Unasul, formaram um comitê para reforçar as "ações diplomáticas" e exigir que a Espanha assuma os compromissos da empresa de forma "rápida e efetiva".

Por sua vez, a secretária de Transporte da Espanha, Concepción Gutiérrez, já declarou que o governo do país se apresentará como credor da Air Comet e abrirá um processo contra a empresa por não cumprimento de suas obrigações contratuais com os passageiros.

A companhia suspendeu as suas atividades no dia 22 de dezembro e não pagava seus 650 funcionários há vários meses. Desde então, já ocorreram protestos no Equador, no Peru e na Espanha, que contaram com a presença de passageiros e trabalhadores da empresa.

ANSA.
Fonte ANSA. 06/01/2010 ás 18h

Compartilhe

Equador quer que a Unasul se pronuncie sobre fechamento de empresa