Emissário da ONU e Liga Árabe à Síria adverte sobre agravamento da crise na região

Fonte Agência Brasil 11/06/2012 às 13h

Brasília – O emissário especial da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Liga Árabe, Kofi Annan, à Síria disse hoje (11) que piora a situação no país em decorrência das informações de que mais civis são alvos de ataques e prisões indevidas. Por meio de seu porta-voz, Al Haffa, Annan alertou sobre os episódios em Lattakia, cidade que registra bombardeios intensos e ataques constantes. Há 15 meses, a Síria vive em clima de confrontos e há estimativa de que mais de 14 mil pessoas morreram.

De acordo com o porta-voz, Annan "exige que as partes” tomem providências para encerrar a violência na região. Annan se refere ao governo do presidente sírio, Bashar Al Assad, e também à oposição. O emissário reclamou das dificuldades impostas à entrada dos observadores da ONU na cidade de Al Haffa.

Em abril, Assad se comprometeu a cumprir os seis pontos do plano de paz, negociado pela ONU e a Liga Árabe. No entanto, a promessa não saiu do papel. Pelo plano, o governo deve garantir o acesso de agências humanitárias para prestar socorro aos necessitados, a libertação dos detidos, o início de um diálogo político inclusivo que leve em conta as aspirações do povo sírio e a autorização irrestrita para a entrada dos meios de comunicação internacionais.

Na semana passada, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que a pedido do Conselho de Segurança será apresentada uma série de opções na tentativa de encerrar a crise na Síria. Ki-moon reiterou que Annan, ao visitar a Síria recentemente, observou que há dificuldade por parte do governo Assad e também da oposição em cumprir o plano de paz.

A crise na Síria deve ser tema da Cúpula do G20 (que reúne as maiores economias do mundo), nos dias 18 e 19, no México, e na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, no Rio de Janeiro, de 20 a 22 de junho. No Rio de Janeiro, 115 chefes de Estado e de Governo confirmaram presença.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 11/06/2012 ás 13h

Compartilhe

Emissário da ONU e Liga Árabe à Síria adverte sobre agravamento da crise na região