Em nota, TRT de Rondônia diz que tratará fraude bilionária com "isenção"

Fonte Agência Brasil 05/06/2012 às 22h

Brasília – Suspeito de abrigar uma fraude de R$ 5 bilhões no pagamento de precatórios, o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT14) divulgou hoje (5) nota na qual consta que se compromete a explicar o assunto com “isenção” à população. A questão levou o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a intervir na corte, suspendendo hoje (5) a quitação da dívida pública bilionária.

O precatório seria pago a 7 mil técnicos e professores filiados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Rondônia (Sintero). Eles acionaram a Justiça trabalhista para pedir reenquadramento de carreira e diferenças remuneratórias. Segundo apurações preliminares do CNJ, houve erro no cálculo do valor e todos os juízes designados para reavaliar o caso sofreram ameaças.

Apesar de prometer transparência no tratamento do caso, o TRT preferiu não se posicionar sobre a suposta participação de servidores no esquema. “Quanto ao possível envolvimento de membros do TRT de Rondônia e do Acre no episódio, o próprio CNJ trata o assunto em caráter reservado, por ainda se encontrar em fase de investigação pelos órgãos de controle e da Polícia Federal”, explica trecho da nota.

O texto assinado pela presidenta Vania Abensur informa ainda que mais informações sobre o caso serão tratadas amanhã, às 10h, em coletiva à imprensa no prédio da Justiça do Trabalho em Porto Velho.

 

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 05/06/2012 ás 22h

Compartilhe

Em nota, TRT de Rondônia diz que tratará fraude bilionária com "isenção"