Dez países garantem vaga na vela dos Jogos Paralímpicos

Fonte Brasil 2016 26/08/2014 às 17h
Foram conhecidos no último domingo (24) os primeiros países classificados para a competição de vela dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Com o encerramento do Campeonato Mundial do esporte, realizado em Halifax, no Canadá, dez nações garantiram presença nos primeiros Jogos da América do Sul. Vinte vagas para embarcações, com um total de 39 atletas, estavam em jogo na competição.

Os países mais bem sucedidos no primeiro torneio classificatório da vela para os Jogos Paralímpicos foram Austrália, Grã-Bretanha e Canadá, que garantiram vaga nas três classes paraolímpicas. Alemanha, Noruega, França e Estados Unidos, com duas vagas, e Finlândia, Itália e Grécia, com uma, completam a lista de classificados.

As vagas serão destinadas aos Comitês Paralímpicos Nacionais, que decidirão junto com a Confederação Nacional do país se vão utilizar a cota obtida e que atletas serão enviados para os Jogos.

Durante a competição, cada país poderia conquistar apenas uma vaga por classe. Na classe 2.4mR, os países classificados foram: Alemanha, Grã-Bretanha, França, Austrália, Estados Unidos, Noruega, Canadá e Finlândia. O ouro ficou com o alemão Heikko Kroeger, campeão paraolímpico nos Jogos Sydney 2000; a prata, com a britânica Helena Lucas, campeã paraolímpica em Londres 2012; e o bronze, com o francês Damien Seguin, campeão paraolímpico em Atenas 2004.

Na SKUD18, as vagas foram destinadas a Austrália, Grã-Bretanha, Itália, Canadá e Estados Unidos. Campeã paraolímpica nos Jogos Londres 2012, a dupla australiana formada por Liesl Tesch e Daniel Fitzgibbon ficou com o ouro no Campeonato Mundial, seguida por Alexandra Rickham/Niki Birrell, da Grã-Bretanha, e Marco Gualandris/Marta Zanetti, da Itália.

Na Sonar, outros sete países garantiram sua vaga: França, Canadá, Austrália, Grã-Bretanha, Grécia, Alemanha e Noruega. Ouro para os franceses Bruno Jourdren, Nicolas Vimont-Vicary e Erick Flageul, prata para os canadenses Paul Tingley, Scott Lutes e Logan Campbell, e bronze para os australianos Colin Harrison, Jonathan Harris e Russell Boaden.

Outros 35 atletas e 18 embarcações de vela garantirão presença nos primeiros Jogos da América do Sul por meio do Campeonato Mundial de 2015, que será na Austrália. País-sede do evento, o Brasil tem direito a uma vaga em cada classe.


Brasil 2016
Fonte Brasil 2016 26/08/2014 ás 17h

Compartilhe

Dez países garantem vaga na vela dos Jogos Paralímpicos