Deputado gravado guardando dinheiro na meia deixa o Democratas

Fonte Agência Brasil. 24/12/2009 às 9h

Acusado de ser um dos beneficiários do esquema de cobrança de propinas investigado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) no Distrito Federal, o deputado distrital Leonardo Prudente pediu hoje (23) sua desfiliação do partido Democratas.

O pedido foi feito por fax e chegou ao diretório no momento em que oito dos 21 membros da executiva aguardavam o quórum para realizar a reunião em que o processo de expulsão do deputado seria analisado. Seriam necessários ao menos 11 presentes, número que não chegou a ser atingido. Nem mesmo o presidente local da legenda, o vice-governador Paulo Octávio, compareceu.

“Esta foi uma decisão de foro íntimo. Nós não temos o que examinar na reunião e, naturalmente, aceitando esta comunicação, eu acho que o assunto está encerrado”, disse o senador Adelmir Santana (DF), não descartando a possibilidade de o partido reclamar o mandato de Prudente. “Se tivermos que tratar desta questão, isso será feito em outra instância e em outro momento”. 

Presidente licenciado da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Prudente foi gravado pelo ex-secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, quando escondia em suas roupas parte do dinheiro que, segundo Durval, era cobrado das empresas escolhidas para prestar serviços ao governo local.

De acordo com o advogado de Prudente, Herman Barbosa, o deputado decidiu se desligar do partido mesmo sabendo que não haveria quórum para realizar a reunião e que, portanto, seu julgamento ficaria para janeiro. Na mensagem lida pelo advogado, Prudente afirma que integrantes da executiva local teriam lhe garantido que as denúncias não acarretariam sua exclusão do DEM.

“Infelizmente, não houve quórum para confirmação destas manifestações. Mesmo assim, por questões de foro íntimo, solicito minha desfiliação do quadro do Democratas. Consequentemente, registro que não me candidatarei a qualquer cargo público eletivo nas próximas eleições. Além do mais, com a saúde já restabelecida, reassumo as minhas atribuições como deputado e presidente da Câmara Legislativa, agora sem interferência político-eleitoral”, escreveu Prudente, em um texto muito parecido ao que o próprio governador José Roberto Arruda apresentou ao também pedir sua desfiliação do partido.

 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 24/12/2009 ás 9h

Compartilhe

Deputado gravado guardando dinheiro na meia deixa o Democratas