Cultivo de horta ajuda a enriquecer o cardápio escolar em Cuiabá (MT)

Fonte Portal do Professor 31/08/2014 às 19h
Alface, beterraba, cebolinha, cenoura, coentro e rúcula são alguns dos vegetais que passaram a enriquecer o cardápio da merenda na Escola Municipal de Educação Básica Professora Joana Dark da Silva, em Cuiabá (MT). O cultivo dos produtos, pelos próprios estudantes, contribui para uma alimentação saudável, ajuda a desenvolver valores relacionados a questões ambientais e produz outros benefícios.

“O trabalho com a horta escolar tem colaborado para a melhoria da aprendizagem dos alunos, além de ser uma saída para manter as crianças por mais tempo afastadas das ruas, da internet, da televisão, dos jogos eletrônicos”, diz o diretor da escola, Watson Pereira Rezende.

Há 13 anos no magistério e há oito meses no exercício da função de diretor, Watson, professor de educação física, criou o projeto Horta Sustentável e Gastronomia no ano passado, quando era o articulador do programa de incentivo à jornada integral.

No projeto, premiado na sétima edição do Prêmio Professores do Brasil, categoria Educação Integral e Integrada, os estudantes trabalham na horta no turno oposto ao das aulas. “Há um fortalecimento nas ações pedagógicas, com melhoria na qualidade de ensino”, diz Watson.

“É possível ter a horta escolar como elemento capaz de nortear o desenvolvimento de todo o projeto educativo, ao desenhar uma rede de saberes interdisciplinares que podem ser trabalhados a partir dela e gerar mudanças no hábito alimentar”, diz o professor.

Watson sustenta que a horta contribui para conscientizar a todos sobre a importância de uma alimentação saudável. “Os produtos da horta eram bem aceitos, tanto pelos alunos quanto pelas merendeiras”, diz. “Tivemos uma diminuição significativa de salgados e doces no lanche que os estudantes traziam.”

Preservação

Os canteiros da horta foram construídos com garrafas plásticas, a fim de promover, paralelamente, uma ação de preservação do meio ambiente. A escola também mantém um pomar, onde são cultivadas frutas como acerola, banana, coco, goiaba, jabuticaba, limão e manga. As folhas secas são transformadas em composto orgânico, usado na horta.

Este ano, como o plantio teve início com atraso, a perspectiva é de colheita a partir de setembro. Ela é aguardada com ansiedade, pois significa a diversificação do cardápio da merenda oferecida aos mais de 400 estudantes matriculados na escola.


Portal do Professor
Fonte Portal do Professor 31/08/2014 ás 19h

Compartilhe

Cultivo de horta ajuda a enriquecer o cardápio escolar em Cuiabá (MT)