CPI ouve empresários que teriam ligação com venda de casa do governador de Goiás

Fonte Agência Senado 05/06/2012 às 12h

Começou pouco depois das 10h30 a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista que investiga Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Na pauta desta terça-feira (5), os depoimentos de três pessoas supostamente ligadas ao governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e da ex-chefe de gabinete do governador.

Primeiro que deverá ser ouvido, Walter Paulo Santiago é o empresário para quem Perillo teria vendido uma casa de luxo em Goiânia, na qual, posteriormente, Carlinhos Cachoeira foi preso pela Polícia Federal.

Em seguida, os integrantes da CPI deverão ouvir Écio Antônio Ribeiro, sócio da Mestra Administração, que teria sido usada como “laranja” na negociação do imóvel.

Outras duas pessoas conseguiram, na noite de segunda-feira (4), um habeas corpus do Supremo Tribunal Federal (STF) lhes garantindo o direito de permanecer caladas: Eliane Gonçalves Pinheiro, ex-chefe de gabinete do governador; e Sejana Martins, outra sócia da Mestra Administração.

A reunião está sob o comando do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), vice-presidente da CPI. Ele assume a função porque o presidente, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), passará a semana de licença médica após ter feito um cateterismo no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na última sexta-feira (1º).

Agência Senado
Fonte Agência Senado 05/06/2012 ás 12h

Compartilhe

CPI ouve empresários que teriam ligação com venda de casa do governador de Goiás