CPI do tráfico de pessoas ganha mais prazo para apresentar relatório final

Fonte Agência Senado 05/06/2012 às 20h
 CPI do tráfico de pessoas teve seu funcionamento prorrogado pela terceira vez e seus trabalhos devem se estender por mais 90 dias a partir de 1º de julho. Criada em abril de 2011 para investigar o tráfico nacional e internacional de pessoas no Brasil, suas causas, consequências, rotas e responsáveis, a comissão deveria ter entregue seu relatório em setembro de 2011, mas até agora não terminou as diligências nos estados, e ainda apura novas denúncias.

Já houve audiências em Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo, Belém, Natal e Salvador. As próximas visitas dos senadores da CPI serão aos estados de Goiás e Maranhão. Atualmente, a presidente do colegiado, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e a relatora, Lídice da Mata (PSB-BA), estão em visita oficial aos Estados Unidos para conhecer a legislação daquele país sobre esse tipo de crime. Elas também estão tendo acesso a relatórios produzidos por equipes especializadas e organizações não-governamentais daquele país sobre o tráfico no restante do mundo, inclusive no Brasil.

Além da prorrogação de seus trabalhos, a CPI recebeu mais R$ 100 mil para promover diligências.

Agência Senado

Agência Senado
Fonte Agência Senado 05/06/2012 ás 20h

Compartilhe

CPI do tráfico de pessoas ganha mais prazo para apresentar relatório final