Corte Penal tailandesa não julgará ex-premier

Fonte ANSA 28/08/2014 às 20h

Manobra judicial fez com que órgão deixasse acusação 'caducar'

28 Agosto, 13:14•BANGCOK•ZGT

(ANSA) - As acusações de homicídio e de abuso de poder contra o ex-primeiro-ministro tailandês Abhisit Vejjajiva e seu vice Suthep Thugsuban "caducaram" segundo a Corte Penal de Bangcoc.



Os supostos crimes ocorreram em 2010, durante a repressão armada aos "camisas vermelhas", que culminaram com a queda do premier Vejjajiva. A Corte considerou que não tem jurisdição para julgar a matéria e que o caso deveria ter sido encaminhado para a "Comissão Nacional Anti-Corrupção" tailandesa, afirmaram os juízes.



Os dois políticos foram acusados pela morte de um taxista, que estava entre as 91 vítimas fatais dos protestos que duraram dois meses na capital da Tailândia. Os manifestantes disseram que o homem foi assassinado pela intervenção armada do Exército.



Abhisit, líder do Partido Democrático que tem forte atuação entre as pessoas de classe média alta, era chefe do governo após a derrubada do então premier Thaksin Shinawatra, que representa "os vermelhos" do nordeste do país. Suthep era considerado o político que fazia o canal direto com os militares. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 28/08/2014 ás 20h

Compartilhe

Corte Penal tailandesa não julgará ex-premier