Conclave demora porque não segue tempo da mídia, mas de Deus, diz porta-voz

Fonte Agência Brasil/EBC 13/03/2013 às 13h

Vaticano – Sem sinalizar quando terminará o conclave, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, justificou hoje (13) a demora na eleição do sucessor do papa emérito Bento XVI. Ele disse que o processo não segue o “tempo midiático”, mas o "de Deus". Segundo Lombardi, não é uma votação “fria e rápida”. Bem-humorado, o porta-voz negou que a fumaça – que é vista da chaminé da Capela Sistina – prejudique os afrescos existentes no local.

“Não estamos em um tempo midiático. Mas no tempo de Deus. É um momento histórico, com grande responsabilidade e respeitabilidade”, ressaltou o porta-voz. “É um momento importante da história da Igreja e da comunidade humana, de caráter moral e religioso”, acrescentou o porta-voz, que concedeu entrevista durante uma hora e 45 minutos.

Ao ser perguntado sobre como é produzida a fumaça, vista na Praça São Pedro, Lombardi explicou que ela é feita por meio químico. Segundo ele, são adicionados cinco elementos químicos diferentes para dar a coloração escura – que indica a
inexistência de consenso – e a branca, quando o papa é eleito.

O porta-voz negou que os afrescos da Capela Sistina sofram prejuízos em decorrência da fumaça. “Os afrescos estão em ótimo estado”, ressaltou, lembrando que o sistema utilizado para a queima dos votos dos cardeais é feito por meio de duas estufas, uma delas “bem moderna”.

Ele lembrou ainda que ontem (12), ao participar das cerimônias que antecederam o conclave, teve a sensação de ter voltado à infância, quando assistiu ao filme Sandálias do Pescador. No filme, é escolhido um papa de origem russa que decide negociar com os líderes políticos mundiais para acabar com a fome.

Agência Brasil/EBC
Fonte Agência Brasil/EBC 13/03/2013 ás 13h

Compartilhe

Conclave demora porque não segue tempo da mídia, mas de Deus, diz porta-voz