Conciliação é instrumento de pacificação social, diz desembargador .

Fonte Agência Brasil. 07/12/2009 às 14h

O juiz do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) e coordenador dos Juizados de Brasília, Flávio Fernando Fonseca, destacou hoje (7) a importância de o Judiciário buscar resolver conflitos não com processos, mas sobretudo por meio de acordos judiciais.

“[A conciliação] é uma prática que já entrou para o Poder Judiciário para que possamos difundir cada vez mais a cultura da paz, mostrando que é possível resolver os conflitos não somente com processos, mas sim por meio de acordos”, disse o desembargador antes da solenidade de abertura da Semana Nacional de Conciliação, que vai até sexta-feira (11). A finalidade é incentivar as pessoas com ações judiciárias a optar pelo acordo para evitar possíveis desgastes.

O desembargador do TJDFT, Nivio Geraldo Gonçalves, ressaltou que cada processo representa um drama pessoal e que não há nada mais legítimo do que possibilitar às partes a compreensão mútua da desavença e a construção de uma solução rápida e satisfatória para a demanda judicial.

“A conciliação figura entre os mais nobres instrumentos de pacificação social ao mesmo tempo que contribui de maneira eficaz para o cumprimento do dever constitucional do Poder Judiciário.”

De acordo com o TJDFT, só na Justiça do Distrito Federal foram deslocados para a semana de conciliação cerca de 4 mil processos. A meta é solucionar 50% dos casos. Nos anos anteriores o sucesso nos acordos ficou em torno de 60% a 80%.

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 07/12/2009 ás 14h

Compartilhe

Conciliação é instrumento de pacificação social, diz desembargador .