Comissão Europeia reclama à comunidade internacional de medidas protecionistas

Fonte Agência Brasil 06/06/2012 às 13h

 Brasília - A Comissão Europeia apelou hoje (6) à comunidade internacional devido ao aumento de medidas protecionistas nos últimos oito meses. De acordo com o órgão, foram registradas mais de 123 medidas protecionistas desde novembro de 2011, quando a crise econômica internacional se agravou. O relato será apresentado na Cúpula do G20 (que reúne as maiores economias do mundo), nos dias 18 e 19, no México.

A Comissão Europeia alega que entre setembro de 2011 e maio deste ano foram introduzidas 15 novas medidas por mês, sendo que em 2011 o ritmo foi 12 por mês. Para a comissão, um dos exemplos de protecionismo é a restrição à importação, com a fixação de maiores taxas alfandegárias e à exportação.

Em relatório divulgado hoje em Bruxelas, na Bélgica, a Comissão Europeia aponta a Argentina, Indonésia e Rússia como os países responsáveis por quase metade das 534 medidas protecionistas em vigor até o momento. Em seguida, vêm a Índia, o Brasil e a China.

“Os membros do G20 devem intensificar seriamente os esforços para combater o protecionismo”, destacou o comissário europeu para o Comércio, Karel de Gucht, que se disse “seriamente preocupado” com o aumento verificado nos últimos meses.

O G20 - que inclui 19 países e os integrantes da União Europeia –, representa 90% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e 80% do comércio global. O grupo reúne dois terços da população mundial.

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 06/06/2012 ás 13h

Compartilhe

Comissão Europeia reclama à comunidade internacional de medidas protecionistas