Comentário Direto de Brasília - 21-03-2016

Fonte José Woitechumas 21/03/2016 às h

LULA CONTINUA FORA DO MINISTÉRIO E IMPEACHMENT DE DILMA CORRE FROUXO NA CÂMARA.

Meus caros ouvintes, leitores e telespectadores, impossível não traçar um paralelo entre manifestações espontâneas, de quem está saturado de Dilma, Lula e PT com as que foram convocadas em dia de trabalho, com oferecimento de passagem de ônibus, dinheiro e lanches, mortadela e pão, certamente. Há quem reclamasse que a mortadela não apareceu, teria sido roubada. Sátira à parte, o fato é que o governo e suas lideranças estão em baixa, na realidade, rejeitados. Apoiados por inocentes úteis que não podem se recusar a receber algum para usar uma camiseta vermelha ou conduzir bandeira e gritar palavras de ordem que nem sabem bem para que servem. A reunião de militantes e seguidores fiéis, como uma seita, serviu para que o ex-presidente Lula derramasse suas já conhecidas ladainhas, que, repito, só tem repercussão em público cativo, de seguidores fanáticos. Diferentemente de manifestações onde vão crianças, jovens, idosos, gente sem qualquer intenção belicosa ou de confronto. Não ouviu-se na de sexta-feira, nenhuma reclamação sobre o desemprego brutal que atinge o país. E muito menos contra a corrupção e a roubalheira. Muito menos a menção sobre associação com os maiores empreiteiros e empresários, a elite financeira do país. Muito menos do prodígio do enriquecimento vertiginoso de um líder e seus familiares. Como isto tudo já é do conhecimento público, as manifestações pró Dilma, PT e Lula, ecoam sempre só para os mesmos ouvidos e ouvintes. Enquanto isso, a caravana anda. Está cada vez mais solidificada a idéia de que o país não agüenta mais o desgoverno Dilma e muito menos os arranjos que faz para salvar seu criador. Criatura que é não se dá ao menos o respeito de defender sua gestão. Transfere sem eleição o poder para o criador. Desmoralizada, apenas repete mantras sem nexo ou sentido. Mesmo assim, movimentam-se no sentido de obstruir a Justiça. Há quem se disponha a integrar com denodo e dedicação a Orquestra do Titanic. Como o novo Ministro da Justiça que sinaliza a pretensão de desmontar a Polícia Federal e, por conseqüência, a Operação Lava Jato, ao menor “cheiro” de vazamento. Alegando inclusive que não necessitará de prova ou comprovação. Basta o “cheiro”. Devia estar fora do seu estado normal. O impeachment de Dilma corre na Câmara dos Deputados onde o governo viu minguar seus defensores, mesmo com a promessa de muitos cargos, ministérios inclusive. O Brasil precisa se livrar da sujeirada. Precisa de uma transição que acene com possibilidade de cura, de recuperação. Uma aliança de partidos e de instituições, como OAB, CNBB e tantas quantas possam atuar fora deste esquema comprovadamente corrompido e corruptor.  Mas há quem defenda que melhor é ter corruptos do que algum exagero na aplicação das Leis ou da Justiça. Falam isso porque seus possíveis benfeitores e gurus, raposas de alta plumagem, estão sendo alcançados e presos. Esquecem que o dinheiro público, os bilhões roubados por estas quadrilhas, é o mesmo que falta para hospitais, remédios, saúde, segurança e educação. Portanto, meus caros ouvintes, leitores e telespectadores, agora o país inteiro sabe quem são os responsáveis pelas falcatruas, roubalheira, cinismo. Então lembro Confúcio: “Saber o que é o certo e não fazer nada, é a pior das covardias”. Direto de Brasília, José Woitechumas.

 

José Woitechumas
Fonte José Woitechumas 21/03/2016 ás h

Compartilhe

Comentário Direto de Brasília - 21-03-2016