Comentário Direto de Brasília - 10-03-2016

Fonte José Woitechumas 10/03/2016 às h

Meus caros ouvintes, leitores e telespectadores, ontem foi estampada em todas as agências de noticias, jornais e noticiários, a foto do ex-Presidente Lula abraçado em Renan Calheiros e ambos segurando um exemplar da Constituição Brasileira. Lula se reuniu com o Presidente e mais alguns senadores da base governista. Um dos objetivos da reunião, divulgado oficialmente, era a análise da crise por que o País atravessa e,evidentemente, sabe-se que Lula foi lá se queixar à base sobre o que ele considera uma perseguição política que vem enfrentando. A cena poderia até ser inusitada se fosse feita uma leitura correta dos personagens ali envolvidos. Inclusive o exemplar da Constituição. Primeiro, seria, há alguns anos, impensável ver Lula abraçado a Renan Calheiros. Alguns personagens da “base” também ali reunidos. Mas, vamos lá, não fui eu quem cunhou a frase de que, para ganhar eleição “se faz o diabo”. Para se manter na imunidade ou impunidade, pelo jeito, também. Quem tem um pouco de memória sabe muito bem o que Lula e o PT pensavam sobre Renan e alguns dos participantes do convescote. Lula também foi pedir apoio a Presidente Dilma. Mas não é o seu partido e ele próprio, por debaixo dos panos, os maiores críticos das medidas, algumas saneadoras que a Presidente está propondo? E, dos que estão na foto, qual deles não tem responsabilidade sobre a grave crise econômica, financeira, moral e ética que o Brasil está atravessando? No  plano econômico e financeiro a maioria ali votou a favor das medidas que descambaram no desajuste fiscal e até nas pedaladas praticadas por Dilma. E sobre a questão ética e moral, porque Renan ainda está presidindo o Senado quando responde pela acusação e comprovação de que usou notas frias para justificar o uso de dinheiro de empreiteira para pagar pensão alimentícia à uma de suas concubinas. E finalmente, meus caros ouvintes, leitores e telespectadores, na está ali, escrito com toda a clareza, no livro empunhado por Lula e Renan, que “todos são iguais perante a Lei”? Pode ter alguma coisa mais significativa a demonstrar o cinismo e a falsidade destes atos midiáticos proporcionados exatamente por quem acha, prega e briga para escapar da justiça e da lei? O pior é que usam do dinheiro público, nosso dinheiro, residências oficiais, que também são pagas por nós, para realizarem as suas articulações e conchavos. Lamentável, profundamente lamentável.Uma foto vale mais que mil palavras. Direto de Brasília, José Woitechumas

José Woitechumas
Fonte José Woitechumas 10/03/2016 ás h

Compartilhe

Comentário Direto de Brasília - 10-03-2016