Chuvas já provocaram três mortes em Pernambuco

Fonte Agência Brasil 14/06/2012 às 16h

Brasília - A forte chuva que atingiu a região metropolitana de Recife e Olinda causou a morte de três pessoas na noite de ontem (13). Uma ocorreu em Olinda e duas no município de Cabo de Santo Agostinho, também Pernambuco, a cerca de 30 quilômetros da capital.

A Defesa Civil de Olinda confirmou a morte de Nicole Cristiane dos Santos Xavier, 19 anos, moradora do bairro Alto da Conquista. A casa dela foi destruída pelo deslizamento de uma barreira.

Segundo nota, as equipes da Defesa Civil e do Centro de Referência da Assistência Social de Olinda continuam no local. Entre as 18h de ontem e as 6h de hoje (14), os técnicos da Defesa Civil receberam 14 telefonemas pedindo que fossem instaladas lonas para contenção de barreiras ou terrenos.

Já em Cabo de Santo Agostinho, segundo a Defesa Civil Municipal, as duas mortes registradas ocorreram no Bairro Malaquias. As vítimas, Gleide Ferreira, 20 anos, e seu filho, Diogo Gabriel Ferreira, de 1 ano, morreram soterrados depois que a casa onde moravam foi atingida por destroços arrastados pela chuva. Gleide estava grávida de cinco meses.

De acordo com a gerente da Defesa Civil no município do Cabo, Ana Sandra de Arruda, a residência foi construída recentemente e estava irregular. “Nunca houve deslizamentos nessa região. Havia quatro casas na área, sendo que a atingida foi construída recentemente. Essa moradia estava localizada no curso por onde a água da chuva escoa”, disse.

Os moradores das outras três casas atingidas em Cabo foram realocados, e uma equipe técnica está no local averiguando se outras moradias estão comprometidas.

Para o meteorologista Roni Guedes, da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), as chuvas foram causadas devido à instabilidade do clima, sobretudo na faixa litorânea. “O incomum foi a quantidade de chuva. O problema dessa vez foi que choveu forte e continuamente das 20h de ontem até as 4h da manhã de hoje”, explicou. “Ainda pode voltar a chover, mas não como ontem”, completou o meteorologista.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 14/06/2012 ás 16h

Compartilhe

Chuvas já provocaram três mortes em Pernambuco