Chuva deve continuar no Rio Grande do Sul

Fonte Agência Brasil. 11/01/2010 às 9h

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê, para hoje (11), pancadas de chuva e trovoadas no centro e norte do Rio Grande do Sul. As regiões mais afetadas são o Vale do Taquari, Rio Pardo, Central e Serra. Nessas localidades, segundo a Defesa Civil, inúmeras vias rurais e urbanas, pontes, pontilhões, bueiro, residências e lavouras foram afetadas. Os danos mais críticos concentram-se nas áreas rurais. São 71 municípios atingidos, 35 deles estão em estado de emergência. Dez pessoas morreram nos últimos dez dias. Um total de 173.343 pessoas foram afetadas.

Ontem (10), chuvas intensas atingiram encostas de serra no município de Três Coroas provocando cheias repentinas e fortes enxurradas nos arroios afluentes do rio Paranhana. Boletim da Defesa Civil mostra que a forte correnteza alagou vários pontos da cidade e também o município de Igrejinha. Iremar Pautes Batista, 49 anos, morador de Três Coroas, morreu afogado quando ajudava a mãe a sair de casa.

Em Santa Catarina, também choveu forte neste final de semana. Entre sábado e ontem (10), em Alfredo Wagner, a chuva atingiu nove bairros e causou queda de barreiras e pontes, prejudicando os sistemas viário e elétrico do município. O abastecimento de água também foi afetado. De acordo com a Defesa Civil do estado, a forte chuva causou prejuízos a municípios das regiões da Grande Florianópolis e litoral norte de Santa Catarina.

Na região da Grande Florianópolis, os municípios de Angelina, Rancho Queimado e Águas Mornas tiveram problemas de alagamento e ruas danificadas. A Defesa Civil informa que divulgará nas próximas horas levantamento de todos os prejuízos provocados pelas chuvas, que continuam hoje, especialmente no litoral norte do estado, com maior persistência entre o fim da tarde e noite.

De acordo com o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Epagri/Ciram), o sol deve aparecer amanhã (12) em todas as regiões, mas com pancadas de chuva à tarde e à noite, devido à aproximação de uma nova frente fria ao estado.

Há risco de temporais com trovoadas, descarga elétrica e queda de granizo, principalmente no meio-oeste e Planalto. O alerta da Defesa Civil é para qualquer movimento de terra ou rochas próximo às residências e inclinação de postes e árvores. Neste caso, a família deve sair de casa e acionar a Defesa Civil municipal (199) ou o Corpo de Bombeiros (193).
 

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 11/01/2010 ás 9h

Compartilhe

Chuva deve continuar no Rio Grande do Sul