Chile cria cargo de chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas

Fonte Agência Brasil. 02/02/2010 às 16h

 A presidente do Chile, Michelle Bachelet, promulgou hoje uma lei para reorganizar o Ministério da Defesa, com a criação do cargo de chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas.

Ao assinar a promulgação da medida, a mandatária explicou que quem exercer a função "será o condutor estratégico das operações militares chilenas e dependerá do presidente da República, por meio do ministro da Defesa".

Para ela, "esta é uma das mais difíceis e ambiciosas reformas modernizadoras à qual a [aliança governista] Concertación deu início". A cerimônia de assinatura da nova lei contou com a presença de parlamentares e principais autoridades das Forças Armadas.

A nova lei eliminou as subsecretarias da Força Aérea, do Exército e da Marinha, substituindo-as por uma Subsecretaria da Defesa, que se ocupará das políticas de cooperação internacional. Também será instituída a Subsecretaria das Forças Armadas.

Bachelet ressaltou que a Defesa deve ser uma política de Estado, porém "tem de responder aos padrões exigidos por uma democracia moderna".

"As autoridades eleitas pelo povo são as que devem definir os objetivos e meios da Defesa Nacional, avaliar seu compromisso e adaptá-la às mudanças caso seja necessário", enfatizou a mandatária, que entregará o cargo no dia 11 de março ao opositor Sebastián Piñera, eleito em janeiro.

Agência Brasil.
Fonte Agência Brasil. 02/02/2010 ás 16h

Compartilhe

Chile cria cargo de chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas