Chegada do inverno requer cuidados com os olhos

Fonte Saúde em Pauta 27/06/2012 às 12h

 

Dr. Leonardo Gontijo*



O olho humano, assim como outras partes do corpo, está sujeito a uma série de doenças com a chegada do inverno. Coceiras, alergias e conjuntivite são alguns dos inconvenientes da temporada que podem ser amenizados ou evitados.


Umas das doenças que tem um aumento considerável com a chegada da estação é o olho seco. A doença representa a segunda maior causa de consultas oftalmológicas e atinge cerca de 19 milhões de brasileiros, ou 10% da população. Dito de forma muito simples, o diagnóstico de olho seco significa que os olhos não estão sendo umedecidos de forma suficiente, o que pode acontecer por causa de pouco fluído lacrimal ou pela alteração da composição da lágrima.


Os sintomas mais comuns são: sensação de areia nos olhos, ardor, queimação, irritação, olhos vermelhos, fotofobia, visão borrada que melhora ao piscar, lacrimejamento excessivo e embaçamento. Muito cuidado, porém, deve ser dispensado com o uso de colírios sem prescrição médica. Seu uso sem o acompanhamento de um especialista pode levar a casos mais sérios de problemas na visão, como catarata e glaucoma.


A identificação desse mal não é simples, pois pode ser confundido com alergias e infecções oculares, mas o principal é sua dificuldade diagnóstica porque trata-se de uma doença que muitas vezes exibe poucos sinais clínicos, podendo passar despercebida. Por isso, procure um especialista ao apresentar algum desses sintomas.


Ao contrário do que se imagina, o uso de óculos com proteção solar e cuidados com os horários de exposição ao sol devem ser permanentes, uma vez que os efeitos nocivos dos raios ultravioleta não “saem de férias” durante o frio. Se não forem devidamente protegidos, os olhos podem apresentar problemas mesmo no frio. Partes dos olhos como a córnea, o cristalino e a retina podem sofrer lesões sérias com os efeitos prejudiciais dos raios ultravioletas e a exposição às intempéries. Doenças como edemas, úlceras crônicas, catarata e degeneração macular podem ser potencializadas.

 

*Oftalmologista especialista em córneas e no tratamento do ceratocone

Saúde em Pauta
Fonte Saúde em Pauta 27/06/2012 ás 12h

Compartilhe

Chegada do inverno requer cuidados com os olhos