Chancelaria confirma que ao menos 47 uruguaios estão ilhados em Cuzco

Fonte Ansa Flash 27/01/2010 às 14h

A Chancelaria uruguaia informou hoje que pelo menos 47 turistas do país estão isolados nas áreas inundadas de Cuzco, sul Peru, em virtude das chuvas que atingiram a região nos últimos dias.

Segundo informações divulgadas por Montevidéu, embora "incomodados" com a situação, os uruguaios passam bem. "Queremos levar tranquilidade aos familiares", disse o diretor de Assuntos Consulares da Chancelaria, Carlos Flanagan.

Em entrevista à rádio Carve, ele informou que os diplomatas do país que trabalham no Peru "estão acompanhando a situação e fazendo as gestões necessárias junto à Chancelaria local para que o transporte, que deve ser feito por helicóptero, seja provido o mais breve possível".

Flanagan enfatizou também que os 47 turistas do país já foram identificados "com nome e sobrenome". Além disso, assegurou que o Uruguai "monitora" a situação na cidade de Aguas Calientes, perto de Machu Picchu, onde estão ilhados os cidadãos.

"É uma situação incômoda, mas não desesperadora", disse ainda o diplomata, acrescentando que se trata de algo em parte "esperado em uma situação extraordinária como esta". Ele também garantiu que ninguém "corre risco de vida" e que não se deve "superestimar" o problema.

O funcionário revelou que a diplomacia uruguaia estuda enviar um representante para colaborar diretamente com as tarefas de evacuação dos turistas que ficaram isolados devido às fortes chuvas, que provocaram deslizamentos de lama e pedra, inviabilizando o acesso à região por terra.

Mais cedo, um turista chileno que está na região havia informado à rádio Bío Bío que cinco uruguaios estavam desaparecidos. As inundações e os deslizamentos de terra deixaram 1.900 turistas ilhados no sul do Peru, onde foi decretado o estado de emergência por 60 dias.

Segundo dados do governo peruano, ontem foram resgatadas 475 pessoas. As autoridades esperam retirar hoje até 800 turistas por helicóptero. Até o momento, foram confirmadas ao menos cinco mortes na região, incluindo a de uma turista argentina. O Itamaraty informa que entre 100 e 120 brasileiros estão entre as pessoas isoladas. 

Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 27/01/2010 ás 14h

Compartilhe

Chancelaria confirma que ao menos 47 uruguaios estão ilhados em Cuzco