Cameron anuncia medidas contra jihadistas britânicos

Fonte ANSA 01/09/2014 às 20h

Polícia poderá confiscar passaportes de suspeitos de extremismo

01 Setembro, 20:31•LONDRES•ZLR

(ANSA) - O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, anunciou nesta segunda-feira (1º) uma série de medidas para combater o fenômeno de jihadistas britânicos que deixam o país para integrar as filas do Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria.

Segundo o premier, a polícia terá o poder de confiscar temporariamente os passaportes de cidadãos suspeitos de viajarem ao exterior para unir-se a grupos terroristas. Além disso, os radicais que já tiverem ido ao Oriente Médio serão proibidos de retornar ao Reino Unido.

"O passaporte não é um direito automático. Mas a polícia não pode confiscá-lo na fronteira, então agora o governo lhe dará esse poder", explicou Cameron. Outra medida anunciada prevê o fornecimento antecipado por parte das companhias aéreas de listas de passageiros para a identificação de possíveis jihadistas.

Quanto ao banimento de extremistas que voltam ao país, o primeiro-ministro disse que seu gabinete está trabalhando para encontrar uma solução de acordo com as leis vigentes. As iniciativas foram divulgadas após um cidadão britânico ter sido identificado como o responsável pela decapitação do jornalista norte-americano James Foley. (ANSA)
ANSA
Fonte ANSA 01/09/2014 ás 20h

Compartilhe

Cameron anuncia medidas contra jihadistas britânicos