Bolsistas do Ministério do Esporte fazem contagem regressiva para Jogos Olímpicos

Fonte Ascom – Ministério do Esporte 15/06/2012 às 22h

Bolsistas do Ministério do Esporte fazem contagem regressiva para Jogos Olímpicos

A delegação brasileira já está a todo o vapor para competir nos Jogos Olímpicos de Londres. Com 233 atletas classificados e 78 esportistas beneficiados pelo programa Bolsa-Atleta, do Ministério do Esporte, a equipe verde e amarela entra agora na fase final de preparação para superar a marca de 41 finais olímpicas alcançadas em Pequim.

No que depender da dupla Lara e Nayara, do nado sincronizado, essa meta já está encaminhada. Para se dedicar exclusivamente aos treinos, as bolsistas do Ministério do Esporte optaram por não participar de competições no período que antecede os Jogos. “Preferimos não competir e estamos nos dedicando aos treinos de base com uma técnica canadense. Estamos na expectativa por disputar nossa primeira final olímpica e, quem sabe, nossa primeira medalha”, conta Nayara, ao ressaltar que as principais adversárias do Brasil serão as equipes da Grécia, Estados Unidos, França, Inglaterra e Coreia.

Sobre a coreografia, a parceira Lara afirma que será a “Corpo”, a mesma que garantiu o bronze nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no ano passado. “Nós apenas aperfeiçoamos e acrescentamos algumas coisas. No nado sincronizado vemos muitas coreografias batidas e acho que a criatividade será um diferencial para conseguirmos alguns pontos”, diz.

Apesar da pouca tradição do país no esporte, Laila Ferrer, do lançamento de dardo, também está na expectativa para sua primeira Olimpíada. “Alcancei o índice da Confederação Brasileira de Atletismo e tenho mais uma competição para garantir minha presença em Londres. Estou treinando forte para alcançar meu objetivo, que é confirmar a classificação e ficar entre as 12 primeiras colocadas em Londres”, afirma a bolsista.

Outro que não vê a hora de chegar a Londres é Renato Rezende. Aos 21 anos, o atleta é o primeiro brasileiro a participar de uma Olimpíada no ciclismo BMX. “Sou novo e não sou favorito, mas estou treinando forte e meu principal objetivo em Londres será aprender e adquirir experiência para 2016”, ressalta.

“Estou ansioso. Esse clima de Olimpíadas é novidade. É bom ver que estamos abrindo portas para o esporte crescer. Meu nervosismo ficou no mundial, que foi a última chance que tive de conquistar a vaga. Quero aproveitar para fazer experiência e em 2016 conseguir uma medalha”, completa o ciclista.

Para a judoca Erika Miranda, a vaga olímpica tem um gosto a mais: a atleta, que se classificou para Pequim 2008, mas não pôde disputar os Jogos por causa de uma lesão, quer fazer história para o judô feminino brasileiro em sua primeira participação. “Estou com uma vontade acumulada. Nessa etapa final de treinamento estamos tentando acertar os detalhes e manter uma rotina mais saudável para chegar bem a Londres. O Brasil entra nessa Olimpíada, tanto no feminino quanto no masculino, com uma equipe muito forte e todos os atletas muito bem colocados no ranking mundial”, destaca a atleta da modalidade que, pela primeira vez na história, levará aos Jogos Olímpicos competidores em todas as categorias.

Recepção olímpica
Parte dos atletas que integram a delegação brasileira classificada para Londres foi recebida nesta sexta-feira (15.06) pela presidenta da República, Dilma Rousseff, em cerimônia no Palácio do Planalto. Estiveram presentes 25 atletas, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, o chefe da Missão Brasileira, Bernard Rajzman, e membros da comissão técnica e de presidentes de confederações brasileiras olímpicas. Ao todo, estiveram no Palácio do Planalto cerca de 70 integrantes da delegação brasileira que vai a Londres.
Ascom – Ministério do Esporte
Fonte Ascom – Ministério do Esporte 15/06/2012 ás 22h

Compartilhe

Bolsistas do Ministério do Esporte fazem contagem regressiva para Jogos Olímpicos