Ayres Britto diz que STF não tem "sangue no olho" para julgar mensalão

Fonte Agência Brasil 13/06/2012 às 20h

Brasília - O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, disse hoje (13) que “uma celeuma” indevida está sendo criada em relação ao julgamento do mensalão, marcado para começar no dia 1º de agosto. O processo apura responsabilidades em um suposto esquema de compra de apoio parlamentar e de financiamento indevido de campanhas revelado em 2005.

Britto disse que a celeuma foi criada devido à ideia de que a predisposição para julgar significa uma predisposição para condenar. “Como se ministro tivesse raja [listra] de sangue no olho e total descompromisso com o devido processo legal”, criticou Britto, lembrando que o julgamento é uma etapa natural de qualquer processo.

O presidente deu as declarações ao participar de evento no Conselho Nacional do Ministério Público, que apresentou a solução de milhares de inquéritos de homicídios abertos até 2007 e que estavam, até

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 13/06/2012 ás 20h

Compartilhe

Ayres Britto diz que STF não tem "sangue no olho" para julgar mensalão