Argentina: Prefeito de Buenos Aires celebra vitória da oposição chilena

Fonte Ansa Falsh. 19/01/2010 às 9h

O prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, afirmou hoje que a vitória da oposição nas eleições presidenciais do Chile antecipa "a alternância que virá na Argentina" em 2011, quando o país também escolherá o novo chefe de Estado.

Ao se referir ao triunfo do empresário Sebastián Piñera, da conservadora Coalizão pela Mudança, Macri disse que "será algo muito importante para o Chile e para a região".

Para ele, a aliança de centro-esquerda Concertación, que governou o país vizinho durante as últimas duas décadas, passou por um processo de desgaste.

Desde 1990, quando chegou ao fim a ditadura do general Augusto Pinochet, a Concertación elegeu quatro presidentes consecutivamente: Patricio Aylwin, Eduardo Frei, Ricardo Lagos e Michelle Bachelet.

Frei foi o escolhido para concorrer ao cargo novamente, mas acabou derrotado por Piñera, que no segundo turno da disputa, realizado ontem, obteve 51,6% dos votos, contra 48,3% do adversário.

"Estou muito contente pelo lado pessoal porque sou amigo de Sebastián e sei o quanto ele batalhou e perseverou para chegar a isto após ter perdido as eleições anteriores", disse Macri. Na corrida presidencial de 2005, Piñera foi vencido no segundo turno pela atual governante, Michelle Bachelet.

O prefeito de Buenos Aires afirmou ainda que o presidente eleito do Chile é um líder "com espírito empreendedor" e receberá "um país muito ordenado", que com a contribuição do novo chefe de Estado dará "um salto na direção da modernidade".

Macri, que a exemplo de Piñera também migrou do setor empresarial para a política, é um dos principais adversários da presidente argentina, Cristina Kirchner, e de seu antecessor e marido, Néstor Kirchner.

Há alguns dias, ele manifestou publicamente o desejo de concorrer à presidência em 2011. Outros possíveis candidatos da oposição são o ex-presidente Eduardo Duhalde (2002-2003) e o vice de Cristina, Julio Cobos, que rompeu com o governo em 2008. Macri é líder do partido Proposta Republicana (PRO), de centro-direit

Ansa Falsh.
Fonte Ansa Falsh. 19/01/2010 ás 9h

Compartilhe

Argentina: Prefeito de Buenos Aires celebra vitória da oposição chilena