Alunos em vulnerabilidade social concluem cursos em São Paulo

Fonte Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome 24/08/2014 às 21h
O médico haitiano Robert Gilles, de 36 anos, é um dos 400 alunos que participaram, em Santo André (SP), da solenidade de formatura do programa do governo federal de ensino técnico, na modalidade para pessoas em vulnerabilidade social. Gilles veio ao Brasil para fazer mestrado e aproveitou para fazer o curso de português para estrangeiros.

“A língua é um requisito para tudo que vamos fazer. Hoje minha escrita e minha fala estão melhor. Quero fazer outro curso que tenha a ver com minha profissão para entender mais o Brasil e a cultura”, explicou. Antes de fazer o curso, Gilles trabalhou como repositor de gôndolas em um supermercado. Atualmente, trabalha como auxiliar em uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

O curso de português para estrangeiros foi criado a partir de uma demanda da região, que recebeu muitos estrangeiros nos últimos meses.

Na solenidade, foram entregues certificados de qualificação profissional a alunos de sete cidades do Grande ABC, em São Paulo: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Os cursos mais procurados são: auxiliar administrativo, agente de inspeção de qualidade, auxiliar de pessoal, almoxarife, operador de máquinas de usinagem convencionais e assistente de planejamento e controle de produção.

Acesso

Com foco nas pessoas em situação de vulnerabilidade, a iniciativa promove o acesso à qualificação profissional gratuita e de qualidade para as pessoas inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal.

Para participar do programa, é preciso ter no mínimo 16 anos e estar cadastrado ou em processo de inclusão no Cadastro Único. As matrículas devem ser feitas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).



Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Fonte Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome 24/08/2014 ás 21h

Compartilhe

Alunos em vulnerabilidade social concluem cursos em São Paulo