WWF entrega 500 mil assinaturas contra comércio de marfim

Fonte Ansa flash 27/02/2013 às 21h

O documento foi entregue ao primeiro-ministro da Tailândia para proibir o comércio do marfim

ROMA, 27 FEV (ANSA) - A WWF, organização não governamental (ONG) internacional que atua nas áreas da conservação, investigação e recuperação ambiental, entregou hoje ao primeiro-ministro tailandês as primeiras 500 mil assinaturas da petição para vetar o comércio de marfim na Tailândia e para obter reformas jurídicas para evitar o massacre de 30 mil elefantes africanos por ano. O objetivo da petição, ativa em 156 países até o dia 14 de março, é de interromper todas as formas de comércio de marfim na Tailândia. A oportunidade de realizar esse passo deve ser a próxima Conferência da CITES, a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas, a ser realizada entre os dias 03 e 14 março, no país asiático. "Se a Tailândia não conseguir agir de forma decidida, ou seja, vetar totalmente o comércio de marfim, os elefantes selvagens tailandeses poderão ser os próximos em risco de extinção", explica Massimiliano Rocco, responsável por espécies e tráfico do WWF Itália. "Apenas cerca de 2,5 mil elefante selvagens sobraram no país, quase o mesmo número de elefantes que eram mortos por mês na África em 2012 para suprir a demanda dos traficantes de marfim", completou Rocco.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 27/02/2013 ás 21h

Compartilhe

WWF entrega 500 mil assinaturas contra comércio de marfim