Votação na Venezuela ocorre sem transtornos, diz militar

Fonte Agência Lusa 14/04/2013 às 18h

 

Brasília – As primeiras horas de votação para eleger o sucessor de Hugo Chávez na Venezuela transcorreram com normalidade e registraram uma presença massiva de eleitores, disse o general Wilmer Barrientos, chefe do Plano República, nome da operação de apoio militar ao processo eleitoral. “Há uma total normalidade e a afluência [presença de eleitores] no interior foi massiva”, declarou Barrientos.

Cerca de 19 milhões de eleitores estão aptos a votar no pleito da Venezuela. O voto, no entanto, não é obrigatório. O novo presidente dirigirá o país até 2019. As eleições são disputadas por sete candidatos, mas a disputa concentra-se entre o presidente em exercício, Nicolas Maduro, indicado por Chávez, e Henrique Capriles, líder em torno do qual se coligaram vários partidos de oposição.

A votação ocorre das 6h às 18h (horário local). Além dos eleitores registrados na Venezuela, 100.495 estão habilitados a votar no exterior. Entre eles, 1.108 no Brasil.

Agência Lusa
Fonte Agência Lusa 14/04/2013 ás 18h

Compartilhe

Votação na Venezuela ocorre sem transtornos, diz militar