Vôlei Amil reforça meio de rede em dose dupla

Fonte ZDL Comunicação 24/05/2013 às 19h

 

Carol Gattaz e Angélica são as novas contratadas da equipe de Zé Roberto e contam com total aprovação da central e capitã Walewska

Campinas (SP) - Talento e espírito operário. Com esse perfil, Carol Gattaz e Angélica chegam para reforçar o Vôlei Amil para a temporada 2013/14. Elas foram contratadas para formar, ao lado de Walewska, o trio de jogadoras de meio de rede que estará à disposição do técnico Zé Roberto para o Campeonato Paulista e Superliga. E chegam com total aprovação da capitã da equipe. "A Angélica é uma menina da nova geração, que fez um excelente trabalho em Uberlândia na temporada passada. A Carol eu conheço bem, pois já jogamos juntas na Seleção Brasileira e em clube. Ela tem um bloqueio muito forte e é uma atleta experiente", avalia Walewska.

Apesar dos oitos anos que as separam - Carol tem 31 anos e Angélica, 23 -, as atletas exibem a mesma disposição. "O time do Vôlei Amil que está sendo bem montado. São atletas de altíssima qualidade e tenho certeza que todas estarão empenhadas em obter os melhores resultados. Sou uma jogadora operária, que trabalha para o melhor e o bem da equipe. Quando visto a camisa, visto com o coração e, com certeza, lutarei até o final para o melhor da minha equipe, sempre procurando motivar e jogar com garra", diz Carol. Angélica segue a mesma linha. "Minhas expectativas são as melhores possíveis. Sei que vamos trabalhar diariamente em busca da excelência técnica, tática, física e estou muito entusiasmada com a possibilidade de ser parte desse projeto. Creio que o objetivo de todos é superar a última temporada e quero me dedicar ao máximo para que isso aconteça."

Carol conta que o convite de Zé Roberto foi uma grata surpresa. "Eu havia entrado em contato com ele antes, mas quando recebi de fato a ligação, fiquei muito empolgada e feliz", revela a central, que explica os motivos que pesaram em sua decisão de aceitar integrar o projeto do Vôlei Amil. "Primeiramente, o Zé e toda a comissão técnica. São pessoas em quem confio e acredito muito no trabalho. Penso que nesse momento de meu retorno, será o melhor. E também a estrutura da Amil e as jogadoras. Acho que foi um conjunto de fatores. E tenho certeza que foi a melhor escolha pra mim", explica ela, que não atuou na temporada passada no Brasil em função de uma experiência negativa na equipe do Igtisadchi Baku, do Azerbaijão, que durou apenas dois meses.

Angélica agarrou a oportunidade de aprender e evoluir na carreira no time de Campinas. E espera atingir seu objetivo contando não só com a ajuda de Zé Roberto, mas também com a convivência com a experiente Walewska. "A oportunidade de trabalhar com o Zé e toda a sua comissão técnica, além de fazer de parte de um grupo com grandes jogadoras como a Walewska, fizeram com que eu tivesse muita vontade de defender o Vôlei Amil", conta a jogadora, apontada como um dos destaques da última Superliga.

Angélica se apresenta na segunda-feira em Campinas - O primeiro contato de trabalho entre Angélica e Zé Roberto é recente. Foi na Seleção Brasileira, que neste sábado (25) embarca para disputar a Montreux Volley Masters, na Suíça. Com uma lesão no joelho esquerdo, a central não acompanhou o grupo, mas na segunda-feira (27) se apresenta na Arena Amil, em Campinas, para dar sequência ao tratamento. Apesar de não seguir com o time do Brasil neste momento, a experiência em Saquarema, no Rio, se mostrou uma prévia do que promete ser uma grande experiência. "Nunca havia trabalhado com o Zé Roberto e estou amando a oportunidade. Ele e toda comissão técnica nos proporcionam muito conhecimento, fazem com que o nosso voleibol melhore, com que a gente observe mais os detalhes do jogo. Tenho certeza que durante a temporada no Vôlei Amil isso não será diferente e quero aproveitar ao máximo essa oportunidade para evoluir meu jogo e ajudar a equipe a conquistar títulos", garante.

Sobre a lesão no joelho, Angélica explica. "Infelizmente, me machuquei em um treino na Seleção há 15 dias, mas, felizmente, não foi tão grave quanto disseram em algumas mídias. Tive uma ruptura parcial do ligamento colateral medial e uma ruptura parcial do ligamento cruzado anterior e não vou precisar por nenhum procedimento cirúrgico. Estamos fazendo uma recuperação mais cautelosa, sem pisar com a perna esquerda nessas três primeiras semanas. Depois, daremos uma descarga parcial de peso na perna até ela ficar forte de novo para eu poder voltar aos treinamentos. Estamos confiantes que a recuperação vá durar mais umas cinco semanas, mas vamos com calma, para que não tenhamos problemas no futuro. Em breve vou voltar às quadras", completa.

Ficha técnica
Angélica
Altura: 1,90m
Peso: 81kg
Nascimento: 05/07/1989
Local: Caxias do Sul/SC

Carol Gattaz
Altura: 1,92m
Peso: 79kg
Nascimento: 27/07/1981
Local: São José do Rio Preto/SP

Site oficial e fan page - Quer acompanhar tudo sobre o time do Vôlei Amil e ainda curtir fotos diferenciadas e vídeos das atletas? Então acesse o site oficial da equipe no endereço www.voleiamil.com.br e a fan page pelo endereço www.facebook.com/VoleiAmil.
Sobre a AmilparA Amil Participações S.A. é a maior empresa de saúde no Brasil, de acordo com a ANS, atendendo atualmente mais de 6,2 milhões de Beneficiários nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte e no Distrito Federal. A Companhia também é a empresa de saúde com a maior Rede Credenciada do País, abrangendo mais de 2.100 hospitais, 28.700 consultórios e clínicas médicas e 8.200 laboratórios e centros de diagnóstico de imagens.

A Amil iniciou suas atividades em 1978 e oferece uma ampla variedade de Planos Médico-Hospitalares e Dentais para empresas de grande, médio e pequeno porte além de micro empresas, bem como planos a pessoas físicas de todos os segmentos de renda, proporcionando aos seus Beneficiários acesso a hospitais, clínicas, laboratórios e médicos criteriosamente selecionados.

ZDL Comunicação
Fonte ZDL Comunicação 24/05/2013 ás 19h

Compartilhe

Vôlei Amil reforça meio de rede em dose dupla