Viagem de Beyoncé e Jay-Z a Cuba provoca polêmica nos EUA

Fonte Ansa flash 08/04/2013 às 19h

Dois congressistas norte-americanos do partido Republicano solicitaram informações sobre o tipo de permissão recebida pelo casal para viajar

HAVANA, 8 ABR (ANSA) - A cantora norte-americana Beyoncé e seu marido, o rapper Jay-Z, provocaram polêmica ao decidir celebrar o quinto aniversário de casamento com uma viagem a Cuba, realizada na semana passada.

Dois congressistas norte-americanos do partido Republicano enviaram uma carta ao diretor do Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro para solicitar informações sobre o tipo de permissão recebida pelo casal para viajar.

Os congressistas Ileana Ros-Lehtinen e Mario Diaz-Balart lembraram na carta que a lei americana proíbe as permissões de transações financeiras para "atividades turísticas" em Cuba.

"A indústria turística cubana é totalmente controlada pelo Estado, portanto, os dólares americanos gastos em turismo financiam diretamente a máquina de opressão que brutalmente reprime o povo cubano", escreveram os políticos.

Beyoncé e Jay-Z visitaram a Catedral e outros monumentos no Centro Histórico de Havana, declarado Patrimônio Mundial pela Unesco em 1982. O casal tirou fotos, almoçou em um restaurante e conversou com habitantes da capital cubana.

Cuba está sob embargo dos Estados Unidos desde 1962, após o país se alinhar com a União Soviética em plena guerra fria. Após a Crise dos mísseis de 1963, o então presidente John F. Kennedy ampliou as medidas e implantou restrições para viagens de cidadãos norte-americanos à ilha. Na década de 1990, o embargo foi reforçado pelo então presidente Bill Clinton e endurecido sob a administração de George W. Bush.

Ansa flash
Fonte Ansa flash 08/04/2013 ás 19h

Compartilhe

Viagem de Beyoncé e Jay-Z a Cuba provoca polêmica nos EUA