Venezuela quer fortalecer relações econômicas com a China

Fonte Agência Brasil* 09/03/2013 às 19h

Brasília - O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, disse hoje (9) que pretende fortalecer as relações econômicas com a China. Durante encontro com uma delegação do país asiático para rever as alianças e os acordos firmados, Maduro ressaltou a força econômica e política da China no cenário internacional.

"As nossas relações [entre a Venezuela e a China] estão no contexto da emergência de uma nova América Latina e no Caribe, uma nova era histórica", acrescentou.

Maduro também agradeceu o apoio do governo da China durante o tratamento de Hugo Chávez e a carta de condolências enviada pelo presidente chinês, Hu Jintao, à família.

O presidente interino prometeu à delegação chinesa, que compareceu ao velório de Chávez, que o ministro do petróleo venezuelano, Rafael Ramírez, fará uma visita ao país nas próximas semanas.

A China é o segundo maior parceiro comercial da Venezuela, com volume anual de negócios que supera os US$ 12 bilhões (9,1 bilhões de euros), em particular pelos cerca de 500 mil barris de petróleo que o país sul-americano exporta diariamente para o país asiático.

*Com informações da emissora multiestatal de televisão, Telesur, e da Agência Venezuelana de Notícias, AVN

Agência Brasil*
Fonte Agência Brasil* 09/03/2013 ás 19h

Compartilhe

Venezuela quer fortalecer relações econômicas com a China