Vela Oceânica: Beto Pandiani e Igor Bely iniciam Travessia do Atlântico na quarta-feira

Fonte ZDL Comunicação 18/03/2013 às 21h

 

Os dois saem da Cidade do Cabo para mais de 30 dias ininterruptos de velejada pelo Oceano Atlântico até chegar em Ilhabela, no litoral norte paulista

São Paulo (SP) - Contagem regressiva para a largada da Travessia do Atlântico. Beto Pandiani e Igor Bely partem nesta quarta-feira (20) para uma aventura de 4.000 milhas náuticas (7.800 quilômetros), que deve durar cerca de 30 dias. O desafio sem escalas parte da Cidade do Cabo, na África do Sul, e chega em Ilhabela, litoral norte de São Paulo.

A dupla ficou três semanas no porto africano resolvendo os últimos detalhes para viagem e ajustando o barco, um catamarã de 24 pés (oito metros), batizado de Picolé. O pequeno veleiro de dois cascos foi construído no estaleiro alemão Eaglecat. O modelo é adaptado às experiências de viagem da dupla e é híbrido, ou seja, não existe outro igual no mundo.

"Velejar em barcos sem cabine já se tornou um hábito. Por isso, todas as viagens que tenho feito são em veleiros abertos. Como já atravessamos o Pacífico, a meta foi buscar o Atlântico Sul. Poderia ser o Índico ou o Atlântico, mas optei pelo segundo, pois queria chegar no Brasil. Saíremos da Cidade do Cabo, que é um lugar bastante radical em termos de meteorologia. Venta forte praticamente todo o tempo, o mar é pesado, frio. Portanto, teremos dias emocionantes na largada", diz Beto Pandiani.

Na fase inicial da Travessia, os ventos devem ficar perto de 25 nós (46 km/h), o que deve exigir mais do veleiro Picolé. Por isso, Betão e seu parceiro acreditam que os treinos e as avaliações iniciais, feitas nos últimos dias, foram importantes.

A Travessia do Atlântico tem o patrocínio de Semp Toshiba, apoio de Mitsubishi, Red Bull e Certisign. Os colaboradores são Reebok, BL3, Sta Constância, Azula, North Sails e Track and Field.

Perfil de Beto Pandiani - Brasileiro, 55 anos, formado em administração na Puc-SP
O santista Roberto Pandiani, há 18 anos realiza expedições de alta performance pelos mais temidos mares do mundo a bordo de catamarãs sem cabine. Filho do também velejador italiano Corrado Pandiani, conquistou prêmios nacionais, internacionais e coleciona marcas vitoriosos na história da vela mundial. A primeira virada na carreira profissional foi deixar um estágio na Pirelli, quando cursava administração na Puc-SP. Depois, atuou como empresário do entretenimento.

Durante os anos 1980 e 90, Pandiani foi proprietário de diversas casas noturnas que badalaram as noites paulistanas: Singapura, Aeroanta, Clube Base, Olivia e Mr. Fish, entre outros negócios. No final dos anos 1990, deixou o ramo do entretenimento para assumir a vela como profissão e negócio, passando a trabalhar exclusivamente com o esporte que é a paixão de sua vida. As expedições de Roberto Pandiani originaram cinco títulos pela Editora Terra Virgem: "Entre Trópicos", "Rota Austral", "Travessia do Drake", "Rota Boreal", "Travessia do Pacífico" e um livro de histórias: "O mar é minha Terra", pela Editora Grão.

Atualmente tem ministrado palestras sobre planejamento, gerenciamento de risco, superação de resultados e trabalho em equipe para grandes empresas, entre elas Caloi, Credicard, Reebook, USP, Bank Boston, Atos Origin Brasil, Unibanco, Citibank, Votorantim, Medial Saúde, Cia Vale do Rio Doce, Novartis, Banco Itaú e HSBC.

Perfil de Igor Bely - Francês, 29 anos, formado em engenharia mecânica em Lyon, França
Nascido na Ilha da Reunião, no Oceano Índico, Igor viveu seus primeiros 18 anos a bordo do veleiro de seus pais, Sophie e Oleg Bely, conhecendo parte do mundo e aprendendo quatro línguas, que hoje fala fluentemente: francês, português, inglês e espanhol. Fez sua primeira viagem à Antártica com 2 anos de idade e aos 3 anos foi personagem da reportagem de TV "Igor na Antártica", realizada pela então Rede Manchete.

Com mais de 200 mil milhas (400 mil km) navegadas, tem em sua trajetória mais de 20 expedições à Antártica e a regiões polares como Groenlândia, Labrador, Geórgia do Sul, Alaska e Cabo Horn. Participou como apoio de duas expedições polares do velejador Roberto Pandiani (Travessia do Drake e Rota Boreal) e foi também foi velejador na Travessia do Pacifico.

Os fãs da vela oceânica e da dupla Beto Pandiani/Igor Bely podem acompanhar toda a aventura pelo site http://travessiadoatlantico.tumblr.com

ZDL Comunicação
Fonte ZDL Comunicação 18/03/2013 ás 21h

Compartilhe

Vela Oceânica: Beto Pandiani e Igor Bely iniciam Travessia do Atlântico na quarta-feira