Valorizar, aprimorar e crescer

Fonte PUC - RJ 20/04/2013 às 20h

Há seis anos, a Superintendência de Recursos Humanos organiza o Programa de Desenvolvimento para os Funcionários da PUC-Rio com o objetivo de valorizar o papel do trabalhador da Universidade. Para identificar o que a comunidade deseja, a equipe do RH visita os departamentos e as diferentes áreas da PUC. Segundo Marisa Moreira Espíndola, superintendente de Recursos Humanos, a ideia é ter um contato mais próximo para se ter um diagnóstico e saber o que é possível melhorar. Marisa conta as próximas atividades que serão promovidas e a satisfação de fazer esse projeto, que ela considera tão importante para o autoconhecimento e desenvolvimento integral do funcionário.

Como foi criado o Programa de Desenvolvimento dos Funcionários?

Marisa Moreira Espíndola:
O programa, na verdade, teve início com uma série de intercepções que a gente foi tendo ao longo de um período. Nós começamos a fazer o projeto de recrutamento interno, e, diante das entrevistas que eram feitas com os funcionários da PUC, percebemos que havia lacunas entre o desenvolvimento profissional dessas pessoas como, por exemplo, a questão da informática. Muitas não eram selecionadas para as vagas porque tinham dificuldades em utilizar o Excel, o Powerpoint. Vimos também que, ao fazerem as redações, as pessoas tinham dificuldade com a questão do português, tinham muitos erros gramaticais. Diante desses problemas que poderiam ser resolvidos, começamos a identificar lacunas e a ver também que não existiam problemas só nas questões técnicas, mas também nas questões comportamentais. Agregando todas essas informações, montamos inicialmente um programa com algumas atividades. Começamos o programa com a atividade “Sou Mais do que Pareço”, depois a “Atividade de Liderança”, “Destrava Línguas”, “Técnicas de Redação”, e com o tempo fomos propondo novas atividades.

Quais são os cursos oferecidos?

Marisa: Nós procuramos saber qual é o interesse do funcionário. Como já foi bastante procurado tanto pelos funcionários quanto pelas chefias, iniciamos o curso de Inglês. Algumas pessoas não têm muita fluência.

Quais são os cursos oferecidos em breve?

Marisa: No mês de março, foi oferecido o curso de inglês, e três turmas de 20 alunos cada foram fechadas. Tivemos a oportunidade, desde o ano passado, de oferecer à comunidade PUC o curso de mandarim. Em uma parceria com o Instituto Confucius da PUC-Rio, uma das professoras da língua nos ofereceu um tempo disponível para dar aula para os funcionários que se interessassem. E foi um sucesso. A ideia é ampliar os cursos de acordo com as necessidades que surgem. Estamos reforçando o programa com mais atividades comportamentais, pois, normalmente, a maior parte dos desligamentos está relacionada mais com casos comportamentais do que teóricos. É muito mais fácil você demitir um funcionário nesse caso do que um técnico.

Quais os cursos que serão abertos ainda este ano?

Marisa: Neste semestre, não estamos com a previsão de abrir cursos. Os cursos que tinham que ser abertos novamente já foram incluídos na relação dos que serão feitos nos próximos meses. Os cursos novos que estamos oferecendo este ano são os de mandarim e de inglês. Os outros cursos já foram feitos em outros anos mas vão se repetir, porém alguns no primeiro semestre, outros no segundo.

Qual é a postura do profissional durante as aulas?

Marisa: Percebemos que a postura dos funcionários é de realmente querer crescer e aprender. Pode ser o curso mais simples que for, mas só pelo simples fato de eles irem, é um motivo de interesse, motivação. O curso de Excel, por exemplo, no ano passado, não teve tanta procura, mas este ano a turma já está sendo fechada. Percebo um comportamento bem adequado, de pessoas que estão buscando realmente o conhecimento.

Como as pessoas se inscrevem?

Marisa: Inicialmente temos uma lista de distribuição, com divulgação de cartazes para os funcionários. Usamos também murais, o PUC Urgente, a TV Pixel e as redes sociais como o Facebook. Disponibilizamos uma lista de inscrição que fica no site do RH e pode ser retirada também em nosso guichê, que funciona das 9h às 12h e das 14h às 16h. Preenchendo esta ficha, é necessário que devolva ao RH. É importante que nela tenha a assinatura do empregado e do gestor.

PUC - RJ
Fonte PUC - RJ 20/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Valorizar, aprimorar e crescer