Vacinação contra a gripe termina na sexta-feira

Fonte Ascom - MS 23/05/2012 às 22h
Ministério da Saúde orienta a população a procurar uma unidade de saúde para se proteger e, assim, evitar as formas graves da doença

A campanha nacional de vacinação contra a gripe, iniciada dia 5 de maio, já imunizou 15,6 milhões de pessoas, o que representa 51,91% dos 30,1 milhões de pessoas do grupo prioritário. A meta é vacinar 80% do público-alvo, formado por idosos a partir dos 60 anos, trabalhadores de saúde, crianças entre seis meses e menores de dois anos, gestantes em qualquer fase da gravidez e povos indígenas. Quem ainda não se vacinou pode se dirigir a um dos postos de atendimento até a próxima sexta-feira (25), quando encerra a campanha.

“O prazo está acabando e o inverno chegando. Então, as pessoas precisam se proteger contra o vírus da gripe”, alerta a coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues. A coordenadora destaca que é importante as pessoas procurarem um posto de atendimento para tomar a vacina nesta reta final da campanha. A detecção de anticorpos protetores se dá, em média, entre 2 a 3 semanas, após a vacinação.

A vacina proporciona impacto direto na diminuição dos casos e gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias, das internações hospitalares e da mortalidade. A vacina é segura e protege contra os três principais vírus que circulam no hemisfério sul no ano anterior, entre eles o da influenza A (H1N1).

A melhor adesão à campanha é das crianças. Mais de 2,5 milhões já receberam a vacina, o que representa 58,9% do total, estimado em R$ 4,3 milhões. Os trabalhadores de saúde respondem pela segunda melhor adesão à campanha. Até agora, mais de 1,3 milhões de profissionais procuraram um dos 34 mil postos de saúde espalhados por todo o país para se protegerem contra a gripe. O número corresponde a um percentual de 53,58% do total de quase 2,5 milhões de trabalhadores de saúde.

Na sequência, os idosos a partir de 60 anos de idade alcançaram a taxa de cobertura de 51,4%, o que equivale a mais de 10,5 milhões de pessoas vacinadas. As gestantes alcançaram o percentual de 47,04% de cobertura, ou seja, um milhão de futuras mães procuraram uma unidade de saúde para receber a vacina.

A população indígena alcançou 40,12% de cobertura, o que representa 235,3 mil vacinados. Neste público, a vacinação ocorre nas aldeias onde eles vivem. Trata-se de uma população que habita em áreas remotas, de difícil acesso, e, por isso, os dados só são inseridos no sistema de informações depois que as equipes retornam das aldeias.

A região Sul conseguiu a maior adesão da população. Foram vacinados quase 2,8 milhões de pessoas, representando 61,19% de cobertura. Em sequência, a região Centro-Oeste conseguiu vacinar 1,1 milhão, ou 56,07% do público-alvo. A região Nordeste, por sua vez, vacinou 4,4 milhões de pessoas, o que representa 54,11% do total. Já na região Norte, pouco mais de 1,1 milhão mil foi vacinado, correspondente a 49,41% do total. A região Sudeste atingiu o percentual de cobertura de 47,18%, ou seja, 6,3 milhões de pessoas foram vacinadas.

PROTEÇÃO - A vacina contra a gripe é a melhor estratégia disponível para a prevenção da influenza e suas consequências. Entre os adultos saudáveis, a vacina pode prevenir entre 70% e 90% de casos de gripe. Entre idosos, reduz as doenças graves e complicações em até 60%, e as mortes em 80%. A vacinação pode reduzir ainda entre 32% e 45% as hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade.

As campanhas de vacinação realizadas pelo Ministério da Saúde têm tido reflexos, ao longo dos anos, na redução de casos e óbitos pelo vírus da gripe em todo o país. Em 2010, 148 pessoas morreram por conta de complicações. No ano passado, o Ministério da Saúde registrou 53 mortes, o que representa uma redução de 64%.

As casos registrados também caíram de um ano para o outro. Em 2010, o Ministério da Saúde registrou 746 casos de pessoas infectadas pelo vírus na forma mais grave. Já no ano passado, foram 598 pessoas, o que dá uma redução de 20%.

As internações por complicações da gripe também caíram 44% no ano passado. Em 2010, foram hospitalizadas 9.383 pessoas com febre, tosse, dispnéia – dificuldade em respirar, acompanhada de mal-estar. No ano passado, foram 5.230 pessoas.

 

Balanço Parcial da Vacinação contra a Gripe 2012

 

UF

Total

Pop.

Doses

Cob.

AC

109.848

72.672

66,16

AM

575.873

246.500

42,8

AP

82.404

43.353

52,61

PA

981.169

493.934

50,34

RO

201.219

105.169

52,27

RR

103.990

31.172

29,98

TO

202.080

122.169

60,46

NORTE

2.256.583

1.114.969

49,41

AL

452.944

301.366

66,53

BA

2.158.077

1.135.362

52,61

CE

1.312.364

654.090

49,84

MA

962.715

521.363

54,16

PB

636.595

333.729

52,42

PE

1.378.653

747.371

54,21

PI

487.772

294.305

60,34

RN

484.349

278.501

57,5

SE

294.608

153.669

52,16

NORDESTE

8.168.077

4.419.756

54,11

ES

526.613

299.148

56,81

MG

3.089.288

1.901.688

61,56

RJ

2.773.591

1.206.041

43,48

SP

6.827.173

2.828.521

41,43

SUDESTE

13.216.665

6.235.398

47,18

PR

1.658.911

1.058.259

63,79

RS

1.918.791

1.053.049

54,88

SC

915.756

638.377

69,71

SUL

4.493.458

2.749.685

61,19

DF

322.525

164.963

51,15

GO

835.862

549.819

65,78

MS

427.023

210.448

49,28

MT

425.125

202.009

47,52

C.OESTE

2.010.535

1.127.239

56,07

BRASIL

30.145.318

15.647.047

51,9

Ascom - MS
Fonte Ascom - MS 23/05/2012 ás 22h

Compartilhe

Vacinação contra a gripe termina na sexta-feira