Vacinação contra a gripe no Rio pode se estender até maio

Fonte Agência Brasil 24/04/2013 às 19h

Rio de Janeiro - Para ampliar a vacinação contra a gripe, a Secretaria Estadual de Saúde não descarta estender a campanha nacional até maio, a exemplo do que faz a prefeitura da capital fluminense. Por causa do feriado (Dia de São Jorge) prolongado de ontem (23), e do ponto facultativo segunda-feira (22), de todo o país, o Rio é o segundo estado que menos vacinou, de acordo com Ministério da Saúde.

Desde o início da campanha, em 15 de abril, a imunização no estado chegou a 22% - na frente apenas de Roraima, 13,2% - bem abaixo da meta do ministério, de chegar a 80% do público alvo: pessoas com mais de 60 anos, crianças de seis meses a dois anos, indígenas, gestantes, mulheres que tiveram um parto nos últimos 45 dias, além de doentes crônicos.

Segundo o superintendente de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Alexandre Chieppe, a vacinação, que termina oficialmente sexta-feira (26), diminuiu por causa do feriado, mas o índice de imunização deve ser maior porque “pode ter havido atrasos na inserção de dados no sistema”. “Ainda é precoce avaliar a cobertura”, disse Chieppe.

Para prorrogar a campanha, a secretaria levará em conta a imunização por grupos, explicou.“A cobertura vacinal pode estar alta no estado, mas vamos avaliar as coberturas específicas, como crianças e gestante: é um indicativo de que podemos prorrogar por mais uma semana”, afrmou o superintendente. Segundo Chieppe, a decisão de prorrogar a campanha será tomadas as vésperas do último dia de vacinação, sexta-feira (26).

O Ministério da Saúde informa que a imunização é a forma mais eficaz para evitar internações e óbitos por gripe.

Agência Brasil
Fonte Agência Brasil 24/04/2013 ás 19h

Compartilhe

Vacinação contra a gripe no Rio pode se estender até maio