Uribe pede a Congresso aprovação de imposto de segurança

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
O presidente colombiano, Álvaro Uribe, reiterou neste domingo o pedido de aprovação ao Congresso para o projeto de lei que estabelece o novo imposto sobre o patrimônio.

A proposta do governo, que se aprovada pelos congressistas passa a valer a partir de 2011, prevê a cobrança de tarifas diferenciadas. O imposto existe na Colômbia desde 2002, como tributo temporário, e sua arrecadação se destina ao financiamento do programa de segurança contra guerrilhas, paramilitares, narcotraficantes e criminosos.

"Por isso peço ao Congresso e aos setores mais abastados para que apoiem o novo imposto para a continuação do avanço das políticas de segurança, sem permitir que as políticas sociais sejam afetadas", disse Uribe.

O presidente argumentou que a arrecadação sobre o patrimônio, criada por seu governo, permitiu, além do desenvolvimento da Política de Defesa e Segurança Democrática, a realização de coberturas sociais e a recuperação de ritmo da infraestrutura.

Estão, entre os objetivos estratégicos desta Política, a consolidação do controle estatal do território, a eliminação das drogas no país e transparência nas contas públicas. Colombianos com patrimônio líquido igual ou superior a três bilhões de pesos (o equivalente a US$ 1,5 milhão) seriam o alvo da nova cobrança. 
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

Uribe pede a Congresso aprovação de imposto de segurança