Universidade utiliza servidor com processadores AMD para projeto de pesquisa

Fonte Agência Ideal 18/04/2013 às 20h

Iniciativa envolve servidores SeaMicro com 1.024 cores de processadores AMD Opteron em 20 racks. Equipamentos são a base para a infraestrutura do ambiente, baseado em cloud computing

Abril de 2013 – A AMD – fabricante de processadores e placas gráficas – anuncia que a universidade norte-americana UTSA (University of Texas at Santo Antonio) está montando um servidor, formado por servidores SeaMicro SM15000-OP com 1.024 cores de processadores AMD Opteron de 1.024 em 20 racks. Os equipamentos permitirão criar uma infraestrutura virtualizada para computação em nuvem, potencializada pelo OpenStack, que será usada para pesquisas e biologia computacional – criando uma poderosa infraestrutura na nuvem para pesquisas avançadas nas áreas de ciências e engenharia.

Os projetos de pesquisa exigem, cada vez mais, colaboração interdisciplinar, grandes quantidades de dados para armazenamento e avançadas capacidades computacionais. O gerenciamento e o controle computacional, somado à criação das estruturas de storage consomem tempo e energia das equipes de pesquisa. Com ambientes de cloud computing, pesquisadores ficam livres da gestão dos recursos de TI e podem focar em suas pesquisas.

“Com o avanço da computação global, as pesquisas e descobertas da UTSA avançam mais rápido”, afirma C.Mauli, Reitor do curso de Engenharia da UTSA. “Como uma universidade emergente na área de pesquisa, esse projeto suporta nossa missão de prover a melhor educação, excelentes pesquisas e contribuições econômicas para a região”, reforça o executivo.

O ambiente de computação em nuvem foi desenvolvido em conjunto com a Rackspace. Os servidores SeaMicro SM15000 foram certificados para a plataforma Private Cloud e o software Rackspace Private Cloud, com o intuito de criar uma cloud flexível e eficiente. Os servidores vão funcionar como uma base para a gestão da nuvem privada e armazenamento.

“Como o backbone computacional da infraestrutura de cloud da UTS, os servidores servidores AMD SeaMicro SM15000 permitirão um incrível poder computacional e de armazenamento para ajudá-los a avançar em para uma variedade de disciplinas”, afirma Dhiraj Mallick, Vice-Presidente Corporativo e Gerente-Geral de Soluções para Data Center da AMD. “Essa infraestrutura ajudará a universidade a atrair os melhores talentos, aumentar sua competitividade para financiamento em pesquisas e avançar nas premiações, como uma instituição de pesquisa de primeiro nível. Não interessa se o projeto é para fazer um estudo de larga escala de proteínas, simular sistemas bioquímicos de alto rendimento ou fazer a análise computacional de fluidos dinâmicos, os servidores SM 15000 vão possibilitar uma poderosa e flexível plataforma de computação na nuvem”, reforça.

O sistema AMD SeaMicro SM 15000 possui a alta densidade, com a maior eficiência de energia de servidores no mercado. Possui dez racks conectadas com 512 núcleos computacionais, 160 gigabyte de I/O de conexão, mais de 5 petabytes de armazenamento com 1.28 terabyte de alta perfomance em um super computador já feito, chamado Freedom Fabric. Os servidores SM 15000 eliminam as maiores partes dos switches, servidores de terminal, centenas de cabos e milhares de componentes desnecessários para uma melhor eficiência e simplificação do ambiente operacional.

Sobre a AMD

A AMD é uma multinacional americana de design inovador de semicondutores. Líder em inovação tecnológica, a empresa criou o conceito de APUs (Unidades de Processamento Acelerado), que reúnem processador e placa gráfica de alta performance em um único chip, oferecendo melhor experiência visual e baixo consumo de bateria.

As tecnologias de gráficos e de computação da AMD potencializam uma variedade de dispositivos incluindo PCs, consoles para jogos e computadores poderosos que movem as empresas e a Internet. Para mais informações, visite http://www.amd.com.br.

Para mais informações, visite o site da AMD http://www.amd.com.br, a página da empresa no Facebook (http://www.facebook.com/AMD) ou siga a fabricante no Twitter (http://twitter.com/amdbrasil).

Agência Ideal
Fonte Agência Ideal 18/04/2013 ás 20h

Compartilhe

Universidade utiliza servidor com processadores AMD para projeto de pesquisa