Unifesp realiza aula inaugural do Curso de Saúde Indígena

Fonte Unifesp 15/03/2013 às 9h
 
A atividade tem o objetivo de apresentar a área de Saúde Indígena e a Unifesp aos participantes
No dia 14 de março, às 14h, aconteceu a aula inaugural do curso de especialização em Saúde Indígena da Unifesp, no Anfiteatro Marcos Lindemberg - Rua Botucatu, 862, Edifício dos Anfiteatros, 2º andar.

A atividade tem o objetivo de apresentar a área de Saúde Indígena e sua sede – a própria Unifesp – aos participantes, uma vez que as atividades seguintes serão realizadas em outros polos e via internet.

Na ocasião, os envolvidos assistirão a uma apresentação sobre a história do Projeto Xingu e seu idealizador, o professor Roberto Baruzzi, além de obterem informações sobre o ambiente virtual do curso, seus docentes e tutores. Além dos alunos já inscritos e selecionados, o evento é aberto ao público, mais especificamente aos que têm interesse em Saúde Indígena e Indigenismo.

A mesa de abertura contará com a presença da reitora da Universidade, Soraya Smaili; do Secretário de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Antonio Alves; do Coordenador de Educação à Distância da CAPES/MEC, João Carlos Teatini, entre outros representantes da Unifesp.

Sobre a Especialização em Saúde Indígena

Enquadrado na categoria de pós-graduação Latu Sensu, o curso é gratuito e subsidiado pelo Sistema UAB/Unifesp (Universidade Aberta do Brasil), vinculado à CAPES. Tem como objetivo geral formar profissionais especialistas em saúde indígena, com competências antropológicas, políticas, epidemiológicas e de saúde pública.

“Pretendemos organizar e socializar os conhecimentos produzidos pela instituição, além de desencadear novos processos de discussão e reflexão sobre questões de saúde da população indígena nas áreas de trabalho dos alunos”, explica a coordenadora geral do curso e docente do Departamento de Medicina Preventiva da Unifesp, professora Lavínia Oliveira.

Com duração total de 15 meses, a programação envolve temas como: Adaptação ao Ambiente Virtual de Ensino, Políticas e Organização dos Serviços de Saúde Indígena, Antropologia e Saúde, Intervenções Clínicas Voltadas Para a População Indígena Brasileira, Epidemiologia Aplicada e Processos Educativos em Saúde Indígena.

Por tratar-se de um curso à distância, exige-se do aluno a disponibilidade para acessar o ambiente virtual duas horas por dia, ou 10 horas por semana. Encontros presenciais também fazem parte da programação e serão realizados nos polos situados em Coari (AM), Lucas do Rio Verde (MT), Palmas (TO), Aracruz (ES), Cubatão (SP) e João Pessoa (PB), com agendamento prévio e presença obrigatória, para que sejam aplicadas atividades avaliativas, orientação e apresentação de monografia, que é uma exigência formal para conclusão.

O pré-requisito para participação é a formação superior em Saúde e experiência ou interesse na área de Saúde Indígena. A seleção dos candidatos inscritos é realizada por meio de análise do currículo do candidato. As inscrições para as atividades de 2013 já se encerraram, mas há a possibilidade de efetivação de cadastro de interesse para as próximas turmas, por meio do e-mail saudeindigena.uab@unifesp.br.
Unifesp
Fonte Unifesp 15/03/2013 ás 9h

Compartilhe

Unifesp realiza aula inaugural do Curso de Saúde Indígena