União Europeia rejeita pedido italiano de rever teto de emissões de CO2

Fonte Ansa Flash 19/11/2009 às 0h
A Comissão Europeia respondeu hoje negativamente ao pedido do premier italiano, Silvio Berlusconi, para aumentar o limite das emissões de CO2 permitidas na Itália para o período de 2008 a 2012.

"Os tetos foram definidos e adotados pela comissão através de um processo baseado na legislação europeia" e "não são negociáveis", disse a porta-voz do órgão executivo da UE, Barbara Hellferich.

De acordo com a imprensa italiana, na semana passada Berlusconi mandou uma carta ao presidente da União Europeia, José Manuel Durão Barroso, pedindo oficialmente que os limites impostos ao país fossem rediscutidos.

O plano nacional italiano sobre emissões de CO2 para 2008-2012 foi aprovado em maio de 2007, em Bruxelas, após meses de negociações. A validação dos especialistas da comissão, porém, veio condicionada a algumas modificações -- a principal delas quanto à porcentagem máxima permitida para as emissões de gases causadores do efeito estufa.

A UE autorizou a cota de 195,8 milhões de toneladas de CO2 por ano. O número é 6,3% menor do que a proposta do governo italiano, que tinha pedido um teto de 209 milhões de toneladas para a indústria do país.

A legislação europeia fixa em dois meses o período para um eventual recurso.
Ansa Flash
Fonte Ansa Flash 19/11/2009 ás 0h

Compartilhe

União Europeia rejeita pedido italiano de rever teto de emissões de CO2