União Europeia fará mapeamento de oportunidades para ampliar cooperação com Brasil

Fonte Agência Gestão CT&I de Notícias 26/05/2013 às 21h

 

Para combater a crise econômica, a União Europeia prepara um mapeamento na área de inovação tecnológica para identificar oportunidades de acordos bilaterais com o Brasil. Segundo o gerente de projetos do Bureau Brasileiro para Ampliação da Cooperação Internacional com a União Europeia (BBICE, na sigla em inglês), Guillaume Enerst, a inovação e a cooperação internacional são estratégicos para resolver a questão.

“Queremos organizar de uma maneira mais explícita o diálogo com os estados brasileiros para reforçar alianças. O mapeamento é um elemento dessa orientação”, explica o dirigente em entrevista à Agência Gestão CT&I de Notícias, durante o Fórum do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assunto de CT&I (Consecti), realizado na última terça-feira (21), em Brasília (DF).

O trabalho terá apoio de representantes do Conselho Federal das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) e do Consecti. As instituições cederão ao menos um profissional por estado que auxiliará na identificação de oportunidades de acordos.

Para direcionar os trabalhos e divulgar os mecanismos de cooperação existentes entre Brasil e União Europeia, está prevista a realização de um workshop, nos dias 9 e 10 de outubro, na capital federal. O objetivo da iniciativa, segundo Ernest, é criar uma força de trabalho capaz de intensificar o número de pactos e, também, acelerar a quantidade de chamadas públicas de projetos pré-estabelecidos.

Os países do bloco há tempos escolheram o Brasil como parceiro estratégico para cooperações. Mas os esforços, segundo Ernest, estão mais concentrados na parte acadêmica voltada à pesquisa básica. Ele explicou que o anúncio da chegada de novos aportes para a inovação tecnológica, como por exemplo os recursos oriundos do Plano Inova Empresa, que destina R$ 32,9 bilhões para o setor, aguçou o interesse europeu pelo Brasil.

“O Brasil se torna hoje uma plataforma mais eficiente. A aproximação entre universidade e empresa favorecerá os investimentos internacionais, em particular europeus, na parte de inovação”. Ernest acredita que a ampliação dos projetos em conjunto permitirá a criação de produtos mais adequados às necessidades do mercado brasileiro.

Agência Gestão CT&I de Notícias
Fonte Agência Gestão CT&I de Notícias 26/05/2013 ás 21h

Compartilhe

União Europeia fará mapeamento de oportunidades para ampliar cooperação com Brasil