União Africana suspende país, após golpe de Estado

Fonte Agência Lusa 25/03/2013 às 20h

Brasília – A União Africana (UA) suspendeu a República Centro-Africana da organização e impôs sanções a sete responsáveis do movimento Seleka, que no domingo (24) tomou o poder no país e depôs o presidente, François Bozizé.

"O conselho [de paz e segurança] decidiu suspender imediatamente a participação da República Centro-Africana (RCA) de todas as atividades da União Africana bem como impor sanções, nomeadamente restrição de viajar e congelamento de bens de dirigentes do Seleka, incluindo seu líder, Michel Djotodia”, anunciou hoje (25) o comissário da Paz e Segurança da UA, Ramtane Lamamra.

"O Conselho pede a todos os Estados membros que tomem as medidas necessárias para isolar os autores desta mudança anticonstitucional de poder [...] para não lhes dar abrigo e para facilitar a aplicação de quaisquer outras medidas decididas pela União Africana", acrescentou Ramtane Lamamra, que lia um comunicado no final de uma reunião do conselho, realizada hoje em Adis Abeba.

Os rebeldes da coligação Seleka tomaram no domingo a capital da RCA, Bangui, forçando o presidente Francois Bozizé a abandonar o país. A RCA já tinha sido suspensa da União Africana em 2003, quando Francois Bozizé chegou ao poder após um golpe de Estado. O país foi reintegrado à organização dois anos mais tarde.

Agência Lusa
Fonte Agência Lusa 25/03/2013 ás 20h

Compartilhe

União Africana suspende país, após golpe de Estado