UnB apresenta estudos em ciclo de debates sobre alimentos orgânicos

Fonte Secretaria de Comunicação da UnB 28/05/2012 às 20h

A experiência acadêmica da Universidade de Brasília será destaque na VIII Semana dos Alimentos Orgânicos, que será realizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de 28 de maio a 3 de junho em diversos locais no Distrito Federal, incluindo a UnB (confira a programação completa). Durante a programação, serão apresentados os resultados dos projetos de pesquisa, ensino e extensão dos alunos da graduação e da pós-graduação da UnB sobre o tema.

Durante o evento, a coordenadora do curso de Agronomia e tutora do Programa de Educação Tutorial (PET-AGRO), Ana Maria Resende, falará sobre a experiência da Agronomia da UnB. O curso criou uma disciplina optativa em agricultura orgânica, que vem sendo desenvolvida há cerca de cinco anos. “Na disciplina, são discutidas as correntes da agricultura alternativa, bem como a legislação, os decretos e as novas leis ligadas a esse segmento produtivo”, disse.

O Seminário de Sensibilização em Agricultura Orgânica também conta com pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa em Agropecuária (EMBRAPA), extensionistas da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER-DF), um profissional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), um representante do sindicato de orgânicos do DF e responsáveis pelo mercado de orgânicos do Grupo Pão de Açúcar.

Pesquisadores da EMBRAPA irão comentar sobre a rede de pesquisa que foi criada para analisar as demandas e levantar quais são os pontos principais do mercado de orgânicos. A EMATER-DF fará um diagnóstico da produção de orgânicos dentro do Distrito Federal. O MAPA abrirá a discussão no Seminário sobre a legislação referente à produção orgânica, enquanto o Grupo Pão de Açúcar destacará a importância e a evolução do mercado destinado a produtos orgânicos.

INICIATIVAS – Responsável pelo seminário sobre alimentos orgânicos na UnB, o Programa de Educação Tutorial do curso de Agronomia (PET-AGRO) iniciou suas atividades em fevereiro de 2011 e desde então vem desenvolvendo, além de projetos de pesquisa, alguns programas de interação. Um exemplo é o Projeto Boas Vindas, destinado aos calouros. A idéia é promover palestras com profissionais da agronomia de várias áreas, formados na UnB, para que os alunos tenham uma visão ampla do mercado de trabalho.

A terceira edição do projeto foi realizada no último dia 8 de maio. Os 80 calouros assistiram às palestras da representante da Agência Nacional das Águas, Juliana Lopes, do Engenheiro Agrônomo da Polícia Federal Rogério Mesquita, do produtor rural Osmar Artioga, da doutoranda em Agronomia na UnB Ana Paula Rodrigues, e da engenheira agrônoma extensionista da EMATER-DF, Lívia Junqueira.

“Depois desse ciclo de palestras de boas vindas, alguns alunos já me procuraram querendo o contato dos palestrantes para saber mais sobre a área e demonstrando interesse em seguir na profissão. A iniciativa é uma forma de incentivo”, disse a coordenadora, Ana Maria Resende.

O calouro de Agronomia, José Rosil, compareceu às palestras e achou interessante ouvir sobre as diferentes possibilidades de atuação profissional como agrônomo. “Um dos palestrantes comentou que detesta mato e que trabalha dentro de um escritório”, contou.

Além do Projeto Boas Vindas, os jovens pesquisadores vinculados ao PET-AGRO, criaram um blog onde são postados artigos, de autoria dos próprios estudantes, sobre as pesquisas feitas por eles sobre temas diversos dentro da área da Agronomia, como produção animal orgânica, soja orgânica e manejo de pragas, entre outros. Confira o blog.


De acordo com Ana Maria Resende, é necessário promover essa integração do estudante de graduação com a pesquisa e aproximar o aluno do próprio curso. “As atividades de ensino, pesquisa e extensão são realizadas nos laboratórios da UnB e na fazenda Água Limpa. Agora em junho começa a seca e vamos aproveitar para dar início à pesquisa sobre manejo integrado de pragas”, disse.

A estudante do 4º semestre de Agronomia, Lisanne Caixeta, que ingressou no PET-AGRO neste semestre, afirma que as atividades realizadas no programa, além de enriquecer o currículo, são fundamentais para a qualificação profissional dos estudantes. “O PET trata a agronomia de uma forma não convencional. Infelizmente, em muitas as faculdades é ensinado o caminho de produzir visando mais o lucro, sem foco na preservação. O PET visa à sustentabilidade e a forma consciente de trabalhar com a agronomia”, disse.

A UnB terá um evento específico dentro da VIII Semana de Alimentos Orgânicos. No dia 31 de maio, será realizado o Seminário de Sensibilização em Agricultura Orgânica, das 8h às 18h, no auditório da reitoria.

As inscrições para o Seminário podem ser feitas no Núcleo de Apoio à Competitividade e Sustentabilidade da Agricultura (Nucomp) na Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

Secretaria de Comunicação da UnB
Fonte Secretaria de Comunicação da UnB 28/05/2012 ás 20h

Compartilhe

UnB apresenta estudos em ciclo de debates sobre alimentos orgânicos